☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Vampiros: nem sempre como o cinema mostra!


  Primeiro, apesar de eu ter aceitado os vários votos que fizeram em vampiros como seres místicos quero esclarecer que eles não são tratados como seres místicos! Muito menos são seres que podem ser contatados, ou seja, com os quais possamos trabalhar assim como os dragões e as fadas. Então vou escrever sobre eles num único e longo post apenas para satisfazer a curiosidade de vocês e alertar um pouco sobre estes “seres”. 

  Perigoso e imortal, o vampiro é o monstro mais temido e de longe um dos mais poderosos. O gênero é mais popular do que nunca agora graças as séries de TV True Blood e Vampire Diaries, e da série de romances de Stephenie Meyer, que foram adaptados para a tela, atingindo milhares de fãs de vampiros novos. Mas por trás do mito, existe uma realidade e sinto afirmar que ela não é nem um pouco doce e ingênua ou mesmo fantástica como algumas séries pontuam.

TERMINOLOGIA

É
difícil fazer uma descrição unificada do vampiro folclórico, pois suas propriedades variam muito entre as diferentes culturas e épocas. Vampiros lendários são mencionados antes de 1730 - muitas vezes se sobrepõem às características de vampiros literários e em outras vezes os contradiz totalmente. Além disso, os estudiosos ocidentais que tentam rotular fenômenos semelhantes em todas as culturas têm comumente confundido os vampiros eslavos com mortos-vivos em culturas distantes, por exemplo, China, Indonésia, Filipinas.

Algumas culturas têm
histórias de vampiros não-humanos, tais como animais, como morcegos, cães e aranhas. Os vampiros também são alvo freqüente de cinema e ficção, ainda que esses vampiros fictícios tenham adquirido um conjunto de traços distintos dos vampiros folclóricos. O estudioso moderno de vampiros deve esquecer todos os seus conceitos anteriores do vampiro, especialmente aquelas obtidas de livros ou filmes, e começar de novo com a mais simples definição, a mais universal de um vampiro.
 
Uma definição
comumente aceita é a de que o vampiro é um corpo morto que continua a viver na sepultura, a qual deixa, no entanto, de noite, com o propósito de sugar o sangue dos vivos, pelo qual se alimenta e preserva em bom estado seu corpo, em vez de se decompor como outros cadáveres.
 
O Dicionário
Internacional de Webster define um vampiro como "um fantasma sugador de sangue ou corpo reanimado de uma pessoa morta. Acredita-se que saem das sepulturas e passeiam à noite sugando o sangue de pessoas adormceidas, causando sua morte. "

Etimologia de vampiro

O Dicionário de Inglês Oxford data a primeira apariçao da palavra vampiro em inglês em 1734, em um diário de viagem intitulado Viagens de Três Cavalheiros ingleses publicados no Miscellany Harleian em 1745. A palavra vampire em inglês é emprestada da original vampire do francês, por sua vez emprestado no início do século 18 do sérvio вампир / vampir, ou, segundo algumas fontes, a partir do vampir húngaro. As formas da Sérvia e Hungria têm paralelos em praticamente todas as línguas eslavas: vampir alemão, búlgaro e macedônio вампир (vampir), República Checa e Eslovaca upir, polonês wapierz, russo упырь (upyr '), Bielorrússia упыр (upyr), ucraniano упир (upyr) , de Old упирь russo (upir ').


VAMPIRISMO


Vampirismo
é a prática de beber sangue de uma pessoa / animal. Na cultura e folclore popular, o termo geralmente se refere a uma crença totalmente erronea de que se pode ganhar poderes sobrenaturais ao beber sangue humano. A prática histórica do vampirismo pode ser geralmente considerado uma forma mais específica e menos comumente do canibalismo, apenas issoEm zoologia e botânica, o vampirismo também é um termo usado para se referir a sanguessugas, mosquitos, morcegos, viscos e outros organismos que atacam os fluidos corporais de outras criaturas. Este termo também se aplica aos animais lendários da mesma natureza, incluindo o chupacabra. Quando o vampirismo é incorporado em um transtorno de personalidade psicopática o potencial para o comportamento extremamente perigoso é agravada como visto nos casos notórios criminosos. Muitos desses casos envolvem psicose obiviamente, no entanto, há uma subcultura de indivíduos que praticam o vampirismo de escolha e preferência o que na minha opinião é um absurdo e um total desproposito. Um ser vivo se alimentar do sangue de outro ser vivo nada lhe acrescenta a não ser os riscos de contaminação tanto física (doenças) quanto espiritual. Vampirismo é uma prática terrivel, porém quem a pratica não é um vampiro, por que como vimos anteriormente ser vampiro implica em ser um ser morto, sem vida e sem alma.

ORIGENS DOS VAMPIROS

Apesar da ocorrência de
vampiros como criaturas em civilizações antigas, o folclore para a entidade que hoje conhecemos como o vampiro se origina quase que exclusivamente a partir do início do século 18, no sudeste da Europa. A crença em tais lendas era tão difundida nessa época que em algumas áreas causou histeria em massa e mesmo execuções públicas de pessoas que acreditavam ser vampiros. Muitas teorias têm sido propostas para explicar as raízes culturais de vampiros. Comentários dos estudiosos variam de sepultamento prematuro ao desconhecimento inicial do ciclo do corpo de decomposição após a morte. Há também o número de condições médicas reais que podem resultar em comportamento vampírico ou aparência., os vampiros são frequentemente associados com rituais ocultistas e experiências paranormais onde o sangue é a metáfora de algo mais sutil, uma fonte de energia vital.
VAMPIRO UNIVERSAL

Sob o
termo genérico de vampiros, muitas criaturas diferentes estão juntos. O caráter, o propósito ea maneira de as manifestações dependem dos tipos de vampiros, como a sua designação, com o ambiente e o plano da cultura.
A noção de
vampirismo existe há milênios, culturas, tais como os mesopotâmios, hebreus, gregos e romanos tinham contos de demônios e espíritos que são considerados precursores de vampiros modernos. Conhecido sob uma miríade de nomes e Denominações em milhares de línguas utilizadas por nossa espécie, os vampiros são geralmente conhecidos como espíritos que deixam o túmulo, geralmente à noite, para atormentar os vivos e sugar seu sangue. Eu não vou me aprofundarnessa mitologia se não o assunto poderia se extender mais do que pretendo, mas quem é curioso sobre o assunto pode procurar lendas gregas, romanas, eslavas, inglesas e hungáras sobre os vampiros e notar que em nenhuma delas o vampiro se assemelha com a imagem de vampiro que temos hoje em dia. 

TIPOS DE VAMPIROS

muitos traços diferentes e poderes associados com vampiros míticos que mudaram com os tempos. E, como conseqüência, há muitos tipos de vampiro de acordo com a aceitação popular moderna do termo. A maioria das mudanças ou novas adições ao mito vem da cultura popular na forma de romances, histórias em quadrinhos e graphic novels, role-playing e video games, televisão e filmes. Se a existência do mítico vampiro nunca foi provada, aqueles quese  inspiram neles são legiões e até morreriam para se tornar um.  Aqui eu vou explicar apenas um pouco sobre o verdadeiro vampiro mitico.

De acordo com a definição clássica que reinou na idade média, um vampiro é um cadáver animado que sobrevive bebendo o sangue dos vivos. Ele também tem uma natureza demoníaca ou seja, essencialmente má, dedicada a espalhar a sua maldade em todo o mundo. Bram Stocker (criador e escritos de Dracula) adicionou muitas características desejáveis ​​para o vampiro, o mito foi depois explorado e aperfeiçoado por numerosos artistas e filósofos.

O corpo de um vampiro é tecnicamente morto pelos padrões humanos. Pode-se dizer que o corpo de um vampiro está em um estado permanente de decadência, animado por uma força sobrenatural ou espírito residente em sua forma corpórea, e mantido vital por alguma energia mágica que alguns se referem como ichor.

Segundo a maior parte das lendas os vampiros normalmente aparecem como "normais" aos seres humanos, a menos que eles sejam despertados por sede de sangue ou estejam furiosos. Em tais casos, o aparecimento de presas caninas pode ser visto; acompanhado por olhos vermelhos e uma face predatória. Vampiros são famosos por não ter sua imagem refletida em nenhuma superficie (embora eles façam sombras).

Suas imagens não podem ser capturadas em filme, fita de vídeo ou de vídeo digital. Da mesma forma, o som que eles fazem (vocal ou não) não pode ser capturado em nenhum dispositivo de gravação digital ou analógica.

O vampiro precisa de sangue humano fresco para seu sustento. Embora alguns tipos de vampiro como o chupa cabra também se alimente de sangue animal. Novos ou "jovens" vampiros precisam se alimentar uma vez a cada duas noites, a fim de sustentar sua existência. Alguns "mais velhos" vampiros e Regentes vampiros podem resistir sua sede de sangue e sobreviver por longos períodos sem alimentação, às vezes em um período de várias semanas a um mês inteiro.

No entanto, um vampiro privado de sustento viável para quantidades prolongados de tempo será rapidamente envelhecido até que ele atinja a sua idade real - normalmente a revelar-se fatal, como a maioria dos vampiros são mais velhos do que a média expectativa de vida humana.
Ninhos

Embora existam muitos casos de vampiros solitários (ie - vampiros que operam e viajam sozinhos), essas criaturas também são conhecidos por coabitar com o outro, formando o que é conhecido entre os caçadores de vampiros como um "ninho". A quantidade de vampiros varia entre 2 - 20 vampiros em um único ninho, geralmente controlada por qualquer vampiro de maior potência (o mais velho) ou um Regente Vampiro.


DEIXANDO A FICÇÃO DE LADO
  Deixando as lendas e mitologias de lado quero deixar alguns pontos claros. Muitos ocultistas, magos e bruxas acreditam na existencia de vampiros. Basicamente são aceitados no mundo da magia dois tipos de seres considerados vampiros.

Monstros ou espiritos vampirescos: São aqueles monstros (incluindo msm os vampiros mitologicos), seres e espiritos vagantes que se alimentam da energia vital dos seres humanos. Essa energia vital também é conhecida por nós como poder pessoal (e nós sabemos que esse poder é grande já que também o utilizamos para gerar energia mágica durante rituais). Esses seres extraem a energia vital de muitas formas, não só com a habitual mordida seguida da sucção do sangue (o sangue é preferido por vampiros por que nele está presente grande parte da nossa força vital), eles podem extrair a nossa força vital de uma forma fisica (através da sucção do sangue por exemplo), de uma forma psiquica (são os casos dos vampiros sexuais também conhecidos como inccubus e succubos) e de uma forma astral (espiritos que se alimentam de energias positivas ao redor da nossa aurea).

Pessoas com energia sugadora ou vampiros astrais: Vulgarmente nós as apelidamos de vampiras, embora muitas vezes elas próprias não tenham consciência de sua condição. São aquelas pessoas quem muitas sem notar sugam as energias positivas ao seu redor, uma espécie de vampiros astrais, é aquele tipo de pessoa que você encontra quando está feliz e depois dela sair você sente aquele peso enorme em você como se toda a felicidade que você sentia tivesse se esvaido. Essas pessoas também tem o triste dom do famoso “mal olhado”, então é bom estar sempre atento com pessoas assim.

Uma forma eficaz de manter tanto os monstros ou espiritos vampiros e esssas pessoas de energia ruim fora da sua casa é manter sempre sua energia equilibrada para evitar que até vc msm não se torne uma pessoa "sugadora de energias" e proteger sua casa com energias protetivas tanto de plantas como a samabaia quanto de pequenos feitiços e sortilégios. satisfeita a curisidade de vocês até a próxima.

21 comentários:

Luna, uma pergunta:
Quem pratica Wicca pode ir á Igreja?

 

Ia até esqueçendo...
Tipo, demanhã, eu pesquiso sobre essas coisas e tudo mais... mais quando vou dormir, bate um medo enooooooooooorme, tanto que as vezes até demoro a dormir, ou acordo assustada.
Eu queria muuito que acabasse esse medo, só que, eu penso em parar com isso, mas não dá!
Eu queria uma ajuda, de como acabar com esse medo, e ter pensamentos mais positivos!
Será que você poderia me ajudar?

 

Luna por favor me responde!
Eu preciso de respostas e rápido!

 

Olá Viktoria, desculpe a demora é q eu trabalho e ñ utilizo o blog o tempo td :/
Como vc sabe a Wicca é uma religião, logo ñ existe ninguém q possa acumular 2 religiões. Se vc é wiccano vc segue a a religião wicca, se vc é cristão vc segue a religião cristã e assim por diante.
A wicca ñ é uma prática q possa ser acumulada a outras religiões, muito menos as cristãs, pois como sabe a wicca utiliza em seus fundamentos religiosos o conceito benéfico da magia enquanto o cristianismo e a maior parte das grandes religiões monoteistas renega a magia e a coloca como algo ruim e passivel de condenação no inferno e etc.
Mas enfim, o restante das perguntas seria adequado se vc me mandasse um e-mail pode ser para sacerdotisa_luna@hotmail.com ou para luna_wicca@yahoo.com assim nós poderiamos trocar ideias de uma formal mais privada para ñ expor tanto vc ;) ok, aguardo seu e-mail querido, bençãos :*

 

Oi Luna! (já te mandei o e-mail)
Eu queria saber de uma coisa,eu tenho uma amiga, que quer virar ''vampira'' com uma ''transformação'' que achou na internet. Eu queria saber primeiro de que se vampiros existem, e que com a transformação, a pessoa pode virar uma. E não só isso, no mesmo site, tem como se transformar em sereia, fada, etc... Não sei se é verdade, mas queria saber se pode ou não se transformar nesses seres, pra ela não ter trabalho de comprar todas as coisas.

 

Não isso ñ existe. Vc ñ pode virar qualquer ser mistico como qualquer elemental, fada, sereia e etc. E muito menos vc pode se transformar em vampiro!
Primeiro de td os vampiros, alerte sua amiga q se ela for fã de crepusculo ou diários de um vampiro, vampiros reais são seres malignos de pura maldade, ñ possuem sentimentos muito menos razão, são simples corpos mortos ou msm espiritos vagantes q tem por único objetivo conseguir energia vital para continuar sua existência, ou seja, são meros parasitas, seres horriveis, e ñ há uma razão feliz para q alguém tenha a ideia (msm q seja impossivel de realizar) de se transformar em vampiro.

 

Já alertei a ela, tanto que ela até mudou de idéia.
Muito obrigada de novo!

 

Onde você mora Luna? Já deu de cara com algum vampiro? É possível que esteja errada Sabia?

 

Gostaria de conversar com você!

 

Olá Dumbo, sim é possivel q qualquer um esteja errado pq ninguém é dono da verdade, no entanto esse texto não foi retirado da minha imaginação como livros de ficção e sim de obras de ocultistas renomados e estudiosos de criaturas respeitados, caso queria consultar as fontes que utilizei eu posso enviá-las ao senhor para leitura. Meus contatos estão no blog.

 

Oi Luna,gostaria de falar com voce.. sobre a "nao existencia" dos vampiros.. add no orkut do meu primo se puder.. é Matheus._.Costa@hotmail.com

 

Olá querido, seria um prazer conversar sobre o assunto e ver diferentes pontos de vista, não tenho orkut, mas vc pode me enviar um email: luna_wicca@yahoo.com fico esperando então ^_^

 

Cara luna, voltando ao assunto de vampiros, se existem vampiros, existem também lobisomens, quem e o que são lobisomens??
Blessed Be

 

A Licantropia assim como os vampiros são assuntos polêmicos como vc pode ver lendo os outros comentários rsrs Antes de dizer o que eu penso a respeito, convém que se explique que existem casos (a grande maioria deles) em que a licantropia é caracterizada como um problema psiquiátrico/clinico e esse distúrbio mental faz com que pessoas acreditem que são essa criatura mitológica. Dito isso, o que tenho a dizer é que não sou especialista e mesmo entre os especialistas esse assunto é muito debatido. Alguns defendem que o lobisomem seria fruto de alguma maldição, ou seja, você se tornaria lobisomem ao ser amaldiçoado. Outros poucos defendem que os lobisomens o são por clãs e etc. Como seres mitológicos essa figura é muito antiga, e exatamente por isso eu defendo a minha ideia de que os lobisomens descritos nas lendas e mitos nada mais são do que apenas um dos aspectos mais populares de mudança de forma que é praticada no xamanismo e algumas outras tradições. Tanto que o lobo e a própria figura do homem lobo é muito comum em povos com uma cultura xamânica exacerbada como os índios da América do Norte.

 

oi luna gostaria de saber se existe uma maneira poderosa de se proteger destes seres malignos
Blessed Be

 

A melhor forma é utilizar algum cristal protetor, um amuleto, que vc pode consagrar num esbat como eu já descrevi aqui no blog antes. Para sua casa existem vários pequenos rituais e sortilégios num post chamado A minha casa mágica que pode te ajudar a proteger a casa de qualquer energia/entidade negativa.

 

Eu sou um e não é tão complicado para min pois não completei minha iniciação

 

Olá luna,eu desde dos meus 5 anos de idade via sombras escuras e ainda hoje com 15 anos consigo ver eu fico muito apavorado e tem dias que não consigo domir ouso vozes e quando eu falo disso pra alguém não acreditam em mim.Você pode me fizer o que isso significa.:)

 

Uma pessoa que é vampira astral ...que eu creio que tem corpo humano e alma de Vampiro mesmo ...Mas em fim um vampiro astral pode retirar a energia do sangue o invés de sair do corpo enquanto dorme e ir sugar as pessoas dormindo dentro das casas delas ?? Eu penso que pode ...Mas será? ?