☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Dragões III - Alguns dragões famosos



 Os dragões são seres arquetípicos no fundamento de toda cultura no mundo. Mitos e lendas populares descrevem as muitas lutas que opuseram cavaleiros e heróis contra os dragões. Esta é uma lista de lendários dragões em mitos e lendas.

Tiamat

Origem: A história babilônica da criação, Enuma Elish, esta serpente marinha ou dragão como a criatura primeira, a Mãe dos deuses.
Descrição: A representação moderna de Tiamat como uma serpente do mar ou um dragão de várias cabeças foi popularizado na década de 1970 o jogo Dungeons & Dragons. O Enuma Elish afirma especificamente que Tiamat deu à luz dragões e serpentes, mas são apenas alguns de uma lista maior e mais geral de monstros, incluindo homens-escorpião e sereianos. Tiamat era tão poderosa que nenhum tipo de arma poderia penetrar suas duras escamas.
Tiamat era adorada como a mãe dos elementos. Tiamat foi responsável pela criação de tudo que existe. Os deuses eram seus filhos, netos e bisnetos.
Mito: Tiamat vivia no caos primordial que existia antes da criação do mundo. Ela se misturou com Apsu (a personificação da água doce), e a primeira geração dos deuses nasceu. Um desses deuses, Enki, matou Apsu. Tiamat queria vingar Apsu, destruindo os deuses. Ela reuniu um exército de monstros, incluindo 11 dragões. Os deuses mais velhos estavam tão aterrorizados quando viram Tiamat, e seu exército, que aceitaram a oferta do deus Marduk, o mais jovem. Ele se ofereceu para matar Tiamat, na condição de sua supremacia ser reconhecida. Marduk matou Tiamat na batalha e usou seu corpo para fazer o universo. Ele usou o sangue de Kingu, líder do exército de Tiamat e seu segundo marido, para formar a humanidade

Quetzalcoatl


Origem: Quetzalcoatl era adorado primeiro em Yucatan, em seguida, em impérios toltecas e astecas, no que é hoje o México. Quetzalcoatl era o filho da virgem Chimalman e do deus Citlallatonac. Ele era o rei-sacerdote de Tula, a cidade do sol.
Descrição: um dragão serpente alada e com penas multi-coloridas.
Quetzalcoatl, por vezes, apareceu diante de seus súditos arqueado no céu, uma visão incomparável com o corpo iridescente da serpente reluzente ao sol. Em outros momentos, quando ele queria se misturar com os mortais, ele apareceu como um homem velho de barba branca e bengala quebrada ou como um jovem em um manto de penas.
Mito: Quetzalcoatl saiu de dentro da serpente da vida, assim como a Estrela da Manhã, ele era adorado como aquele que trouxe fertilidade à terra e luz para o seu povo. Ele os ensinou a arte da agricultura, incluindo o cultivo da planta de milho, como cavar a terra para extrair ouro e pedras preciosas, os segredos do zodíaco e os movimentos dos planetas e do sistema estelar. Ele foi a inspiração por trás de aprendizagem, poesia e todas as obras de arte desde o mais simples esboço para a peça mais elaborada de jóias.

Jörmungandr
 

Também chamado: Iormungandr, Midgardsormr, Serpente Midgard, e Serpente do Mundo.
Origem: Nórdica. Ele é o filho de Loki e Angur-boda.
Descrição: Esta serpente vive no mar, e circunda a Terra. Ele é tão longa que engoliu o próprio rabo.
Mito: Esta serpente era um dos filhos de Loki, e foi jogado fora do Ash Sagrada, Yggdrasil, por Odin quando era apenas um bebezinho. No entanto, esta pequena serpente cresceu para abranger o mundo, e agora a enorme serpente se envolveu ao redor da terra, torcendo e retorcendo. Este dragão-serpente teve muitos desentendimentos com o poderoso Thor, e os dois vão se enfrentar durante a batalha final na Terra chamada Ragnarok. Thor conseguiu matar a serpente monstruosa com seu martelo, Moljnir mas seu último suspiro foi uma nuvem envenenada que matou o Deus forte. Dada a natureza cíclica do Universo, a batalha vai acontecer novamente e novamente.

Drachenstein
 

Origem: Mito alemão (ligada a Siegfried)
Mito: Hurnen Sifrit decidiu matar o dragão e pegar o tesouro que ela guardava, um tesouro de ouro. Ele se escondeu em um buraco coberto, e quando Drachenstien passou acima dele, mergulhou a espada na barriga desprotegida do dragão. Depois de matar Drachenstein, Hurnen carregou o tesouro em seu cavalo e saiu.

Azhi Dahaki


Origem: Na mitologia persa Angra Mainyu, o Pai da Mentira criou o dragão Azhi Dahaki para livrar o mundo da justiça.
Descrição: Este monstro temível tinha três cabeças e seis olhos, seu corpo foi preenchido com lagartos, escorpiões e outros répteis imundos. Se ele fosse cortado, essas criaturas peçonhentas infectariam o mundo.
Mito: Os antigo hino zoroastriano conta como Yasht Zamyad se sentiu quando Azhi Dahaki tentou apagar a luz da chama sagrada conhecida como a glória divina. Atar, o Deus do Fogo, correu para salvar a glória, mas o dragão desafiou ao Deus, ameaçando destruir a luz de seu fogo para sempre. Atar respondeu com palavras para enviar suas chamas por todo o corpo do Dragão. Com medo, Azhi recuou, mas em retribuição pelos danos que ele fez para a humanidade, o Thraetaona herói divino o amarrou e prendeu ao monte Demavend, perto do Mar Cáspio. Zoroastrianos acreditam que quando o mundo chegar ao fim, Azhi Dahaki vai se libertar de suas amarras e fugir da montanha. Seu fúria, tanto tempo reprimida não permitirá nenhuma interferência quando ele ataca toda a criação, devorando um terço dos homens e animais até que ele seja morto por outro grande herói, Keresaspa.

Fafnir
 

Origem: Mito alemão
Mito: sabe-se que começou sua vida como um anão, ele matou seu pai para tomar o seu tesouro. Fafnir escondeu este tesouro, e vigiado dia e noite em Gnitaheide. Através de sua ganância, ou um ouro amaldiçoado por Otter, ele lentamente se transformou em um dragão. Sigurd Volsung (também conhecido como Siegfried) foi incentivado por um mago anão no Tribunal, cujo nome era Regin e que era, na realidade, o irmão de Fafnir, para matar Fafnir.
Sigurd e Regin cavou um buraco, e Sigurd escondeu nele. Quando Fafnir passou por cima do buraco, Sigurd enfiou a espada, Gram, na barriga de Fafnir, matando-o. Regin removeu seu coração, e cozinhou. Ao segurar o coração, Sigurd queimou-se e colocou os dedos em sua boca. A pequena quantidade de coração de dragão foi o suficiente para permitir que Sigurd entendesse os pássaros. Disseram Sigurd que Regin pretendia matá-lo, então Sigurd matou Regin, carregou o tesouro para Granni, seu cavalo e afastou-se, trazendo consigo a maldição antiga do Lontra.

Zu
 

Origem: Zu, também conhecido como Anzu (de um, que significa "céu", e Zu, que significa "muito"), é um deus da tempestade suméria. Histórias de Zu o dragão foram contadas a partir de cerca de 5000 aC, quando os sumérios se estabeleceram na Mesopotâmia, agora chamado Iraque.
Descrição: Zu às vezes é descrito como um dragão enorme, e outras vezes descrito como um grifo ou um pássaro tempestade. Ele é filho de Siris deusa de aves. Ambos Zu e Siris eram pássaros enormes que podiam cuspir fogo e água.
Mito: Zu era um servo do deus do céu Enlil, governante do universo. Ele também foi o atendente de Tiamat. Zu roubou o Tupsimati, ou Tábua dos Destinos, de Enlil. Quem possuisse a Tábua dos Destinos teria poderes para governar o universo. Zu voou alto até o topo das montanhas de Sabu, e armazenado a tabua como ovos em seu ninho. Enlil enviou o seu filho Ninurta, o deus do sol, para recuperá-la. Ninurta matou Zu e voltou  com a Tábua dos Destinos para Enlil.

Dragões chineses


Os Quatro Lungs:

    Tien-lung, o dragão celestial: que protege o céu e os palácios dos deuses,
    Shen-lung, o dragão espiritual: que lança as tempestades e as chuvas,
    Ti-Lung, O Dragão da Terra que controla os rios e a água na Terra, e
    Futs-Lung, o dragão do submundo que protege metais preciosos e pedras preciosas.

Mang tem quatro garras. Ele representa o poder temporal.

Yu foi o fundador da dinastia Xia. As cinco garras do dragão se tornou o emblema exclusivo do imperador. Membros de sua corte usavam o simbolo de quatro garras.  Se alguém que não o Imperador fosse pego usando o símbolo do dragão de cinco garras, ele era condenado à morte. Os primeiros dragões chineses tinham somente três garras. O Dragão Celestial é o soberano dos dragões chineses. 
 
Wang Lung o imortal rei dragão com um corpo humano vive sob o mar

Grande Chien-Tang é o comandante de todos os dragões do Rio, ele é vermelho sangue, tem uma juba flamejante, e tem 90 metros de comprimento.

A maioria dos dragões ostenta uma brilhante pérola entre as garras, que representa a fertilidade da lua e sua sabedoria. Outros dragões escondê a em sua garganta ou abaixo do queixo.



 Bom gente, acho que aqui eu termino a parte "histórica" por assim dizer dos dragões, próximo psot eu vou colocar como os dragões são tratados no âmbito mágico em geral e mais especificamente qual o lugar dos dragões na Wicca.

1 comentários:

Belo post, me ajudou muito com meus estudos mas, senti falta do Yamata no Orochi '-'