☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Fadas I - O que é uma fada e suas caracteristicas gerais

 Para entedermos o que de fato é uma fada devemos começar entendendo o que o termo fada designa e significa.
ETIMOLOGIA DA PALAVRA FADA

  A palavra fada deriva do Inglês Médio faierie (também fayerye, feirie, fairie), um empréstimo direto do francês antigo faerie (Em francês moderno féerie), que significa a terra, território ou atividade característica (ou seja, encantamentos) das pessoas lendárias do folclore chamadas (em francês antigo) Faie ou FEE (Francês Moderno Fée).

  Faie derivado do antigo latim fata (uma das Parcas personificadas, portanto, um espírito guardião ou tutelar, portanto, um espírito em geral), cf. Italiano fata, espanhol hada da mesma origem, português Fada também com origem em latim.

  Fata, embora tenha se tornado um substantivo feminino nas línguas românicas, era originalmente o plural neutro ("os destinos") de fatum, particípio passado do verbo fari falar, portanto, "coisa falada, a decisão, o decreto" ou "declaração profética, previsão ", daí o" destino fado ". Foi usado como o equivalente do grego Μοῖραι Moirai, as Parcas personificadas que determinaram o curso e o fim de vida humana.

Outros termos:
Folk Fair (povo das fadas) é um nome galês, frequentemente utilizado na literatura
 e nos mitos escandinavos.

Daoine Sidhe: A palavra irlandesa para fada é sheehogue [sidheog], um diminutivo de SHEE (como no banshee). As fadas são deenee Shee [daoine sidhe] (povo das fadas).


The Little People (o pequeno povo): um termo recente para caracterizar as fadas diminutas que provavelmente começam a aparecer nos contos de fadas da era vitoriana.


Boa Vizinhança (
Good Neighbours) é da Escócia. Ele teve sua origem no desejo de nunca ofender com rotulações. O povo das fadas poderia estar ouvindo, e ficariam satisfeitos quando as pessoas falavam bem deles, e com raiva quando falavam mal ou de maneira inapropriada ou desdenhosa. O mesmo sentimento levou os celtas irlandeses a chamá-los de povo honesto" (daoine Coire) ou `povo bondoso '(daoine Matha).

As Crianças Verdes (
The Green Children) foi usado na literatura medieval e versões é usado frequentemente no tema moderno ambientado na fantasia literária.Esse termo criou muitas variações, como Greenies e Greencoaties entre outros.

As pessoas em silêncio (o povo de paz, o povo ainda, ou silenciosamente, movendo pessoas) vem do gaélico irlandês e escocês, o povo de Sith. O nome sith refere-se a 'paz' ou o silêncio do movimento no ar, em contraste com a agitação e o barulho que acompanha os movimentos e ações dos homens. As fadas vêm e vão com passos silenciosos, e seus roubos ou sequestros são feitos em silêncio e surpresa para os homens.

 Elf(ves) (Elfos) significa também das fadas e derivado da palavra alfar das línguas nórdicas e teutônicas que está associado com montanhas e água. Isso ilustra claramente a estreita relação entre fadas e e a terra.

  As criaturas referidas como fadas ou fe'es (acento sem separação), fadas e Faeries em línguas românicas e em inglês são de modo algum confinado à cultura europeia ocidental. Sob um nome ou outro, elas são encontrados em todo o mundo, porém são mais freqüentemente conhecidos na Europa e na Ásia, menos freqüentemente encontrou-se termos referidos na América e África.   Centenas de criaturas diferentes são reunidas sob o termo guarda-chuva 'de fadas'. Como veremos a frente, Fadas são um tipo de povo e não um único ser.

CARACTERISTICAS DAS FADAS

O termo fada geralmente se aplica a quatro tipos de entidades:
  •  Seres com poderes sobrenaturais e que habitam o éter.
  • Certos monstros e demônios que tenham algumas das características de fadas.
  • Fadas naturais, da natureza ou elementais: Fadas que se acreditava serem alguns dos espíritos que povoam todos os lugares e objetos na Terra, todos os elementos. As fadas da natureza podem ser sereias, ondinas, espiritos das árvores e etc.
  • Pessoas do país das fadas, povo das fadas (A que vou me ater nesse post) ou as fadas verdadeiras, ou ainda raça Elfin. Pessoas do país das fadas ou povo das fadas, de acordo com a crença celta, são uma raça de seres, os homólogos da humanidade em pessoa, possuem ocupações e prazeres, mas são insubstânciais, normalmente invisíveis, silenciosos em seus movimentos, e tendo como suas habitações subterrâneas os montes verdes de rocha ou terra. Eles são geralmente diminutos (menores que os humanos), geralmente muito pequenos como um pigmeu. Podem tornar-se invisíveis e visivel à vontade, muitas vezes colocando e tirando um acessório ou capa mágica.

   Sua cor preferida é verde, não só para o vestido, mas às vezes para pele e cabelo, bem como, outras vezes podem preferir o mais pálido dos brancos ou o mais sangrento dos vermelhos.


  Fadas são geralmente consideradas inofensivas. Elas se deleitam em pregar peças; ordenhar vacas no campo, sujando roupas no varal, apropriando-se de alimentos, coalhar o leite e etc. Algumas fadas são ainda vistas como benevolentes, tendo dinheiro ou comida para dar aos pobres, oferecendo brinquedos para crianças, ou a neutralização dos feitiços ou pragas contra pessoas inocentes.

   Elas são viciadas em visitar os redutos dos homens, às vezes, para dar assistência, mas com mais freqüência para tirar o benefício de seus produtos e trabalhos, e às vezes até das próprias pessoas. Elas podem estar presentes em qualquer lugar sem que os mortais possam vê-las. Sua interferência não é sempre sinonimo de fazer o bem, no final, pode se até revelar destrutiva. Se ofendida, uma fada vai retaliar com vingança resoluta; punições comuns contra ofensas humanas são queimar casas e saquear lavouras.

Anatomia das fadas

  As fadas são geralmente descritos como humanos na aparência e tem poderes mágicos muito fortes. Embora na cultura moderna, são muitas vezes retratadas como humanóides jovens, às vezes alado, de pequena estatura, que originalmente foram retratados pelos celtas de maneira bem diferente: altas, radiante, seres angelicais ou curtos, trolls enrugados sendo estes apenas alguns dos mencionados normalmente.

  Fadas pequeninas de um tipo ou outro foram registradas ao longo dos séculos, mas ocorrem junto com registros de fadas do tamanho humano, as quais têm sido descritas como variando em tamanho desde muito pequenas até o tamanho de uma criança humana. Mesmo quando eram tidas com grande altura era tida a crença de que podiam modificar sua estatura como quisessem.

  Asas, embora comuns em obras de arte vitoriana e depois de contos de fadas, são muito raros no folclore, até mesmo fadas muito pequenas voavam com a magia, às vezes voando em talos de flores, folhas ou nas costas dos pássaros. Hoje em dia, fadas são muitas vezes representadas com asas de insetos comuns ou asas de borboleta, mas no âmbito espiritual essa visão não é muito aceita.

  Vários animais também têm sido descritos como fadas. Às vezes, isso é o resultado de forma inconstante em que as fadas podem se apresentar, como no caso das selkies (povo foca – seres que vivem a maior parte do tempo em forma de foca e se transformam em humanos quando quiserem seduzir algum humano – da mitologia irlandesa), ou dos kelpies (espiritos aquaticos malignos que espreitavam os lagos da escócia, possivel origem para a lenda do monstro do Lago Ness). 

Corpo astral   O reverendo Robert Kirk, o ministro da Paróquia de Aberfoyle, Stirling, na Escócia, escreveu em 1691:
"Esses Siths ou fadas que eles chamam de Sleagh Maith ou as Pessoas Boas ... Diz-se seres de natureza média entre os homens e os deuses; de ​​inteligentes espíritos fluidos e corpos de luz mutáveis ​​( os chamados Corpos Astrais) se assemelhando um pouco com a natureza de uma nuvem condensada, e melhor vistos no crepúsculo. Estes corpos são tão flexíveis que esses Espíritos podem aparecer ou desaparecer a seu bel prazer. "- da
The Secret Commonwealth of Elves, Fauns and Fairies.

  Teosofistas acreditam que devas, espíritos da natureza, elementais (gnomos, ondinas, silfos e salamandras) possuem corpos etéreos que são compostas de matéria etérica, um tipo de matéria mais fina e mais pura que é composta de partículas menores do que a matéria ordinária do plano físico. Essas fadas só podem ser observadas quando o terceiro olho é ativado ou quando elas por vontade própria se mostrarem.

Deformidades   Muitas vezes pode-se identificar um membro da raça de fadas por certas deformidades. Nas terras altas da Escócia, por exemplo, as mulheres fadas muitas vezes tinham só uma narina ou nenhuma narina. Elas também eram conhecidas por seus seios extraordinariamente grandes, que jogavam sobre seus ombros (e de fato, este defeito foi encontrado em contos folclóricos em toda a Europa). Alguns tinham cascos de veado, escondidos abaixo de seus longos vestidos verdes.

  Nos países escandinavos, os Huldrefolks (seres da mitologia nórdica que sempre enganavam os homens) eram frequentemente bonitos pela frente, mas na parte de trás podiam ser ocos. Assim, um homem encantado com a sua magia e música poderia, se ele ainda tinha seu juízo, dizer, `Vire e me deixe preencher seu lado vazio", a mulher Huldre poderia desaparecer ou virar-se, e assim o encantamento seria quebrado e ela enfim seria um ser completo. Outros tinham costas que eram ásperas como pinhas. Algumas das mulheres Huldres tinham caudas de vaca, que eram escondidos sob seus vestidos.

Tamanho das fadas
 A diferença no tamanho atribuída à raça tem muito estranhamente variado com o tempo e os costumes locais. Ao mesmo tempo que os elfos são pequenos o suficiente para rastejar pelo buraco da fechadura, e uma única batata é tanto quanto um deles pode levar, eles também podem se assemelhar a humanos, com quem podem formar alianças, e para quem eles podem ser servidores, enquanto alguns estão ainda a ser ditos como gigantes, em cujo seio as mulheres mortais são crianças apenas.

  A mesma peculiaridade existe na crença teutônica. Às vezes, o elfo é um ser anão que entra através da fechadura e fendas de janela, em outros momentos um grande homem. Na Escandinávia, o Troll pode aparecer em um conto como um gigante maior que dois homens e em outro como um anão pequeno.

Tempo de vida   Fadas são conhecidas por viverem mais que os homens. Alguns até dizem que elas são eternas, eu pessoalmente acredito que imortalidade seja privilégio apenas dos deuses, mas enfim. O período de tempo pode variar entre 100 e 3000 anos de acordo com as várias espécies. Os Goblins, por exemplo, vivem entre 300 e 400 anos. Porém, devo ressaltar que o tempo é diferente no Mundo das Fadas e no mundo dos humanos.

Poderes das fadas

Invisibilidade

  As pessoas silenciosas como são chamados, não são só silenciosos, mas quase invisíveis. Eles se escondem da nossa vista através do uso de encantos e poções, segundo alguns através de artefatos mágicos. Quase todas as fadas tem o poder de invisibilidade, de alguma forma ou de outra. Algumas fadas podem se tornar visível ou invisível à vontade. Outros só podem ser visíveis à noite, e alguns apenas pela luz do meio-dia.

  Os homens sabem que Fadas visitaram suas casas apenas pelo misterioso desaparecimento de alguns bens, ou a morte súbita ou desaparecimento inexplicável de qualquer dos animais presos em casa. Quando são expulsos ou mesmo fogem não saem fazendo ruídos e sons de passos como os homens fazem, nem mesmo desparecem no ar como os espiritos, mas voam silenciosamente como pássaros e ao mesmo tempo ágeis como veados sendo caçados. Eles parecem deslizar e flutuar ao invés de andar. Às vezes, de fato os elfos fazer um ruído farfalhante como o de uma rajada de vento, ou um vestido de seda, ou uma espada desembainhada acentuadamente através do ar, e seu ir e vir foi ainda indicado por gritos espantosos e sobrenaturais, um tamborilar como de um rebanho de ovelhas, ou o mais alto trote de uma tropa de cavalos. Geralmente, entretanto, sua presença é indicada, no máximo, pela nuvem de poeira levantada pelo vento do redemoinho em que desaparece, ou por algum outro curioso fenômeno natural, a iluminação de seus instrumentos de música, canções, ou uma voz.

  A FAET fiada (poder de se transformar em animais ou simplemente ficar invisivel) foi um dos presentes dados ao Tuatha de Danann (Povo das Fadas) por Manannan (Manannan Mac Lyr é uma divindade celta ligada ao mar e ao "Outro Mundo". É tido como filho de Lyr, um dos Tuatha Dé Danann, o pai de Lugh. É também a ele atribuída a guarda do portal que conduz ao do outro mundo.). Deu-lhes poder de se tornar invisível rapidamente aos olhos mortais, a fim de protegê-los dos Milesians (nome pelo qual é conhecido o último povo celta a habitar a Irlanda). Esta é a fonte do poder de invisibilidade que todo o daoine sidhe (habitante de Sidh, mesmo que povo das fadas) têm.

  Pessoas com a Second Sight (Segunda visão – pessoas com capacidade de ver os eventos futuros ou distantes e coisas imperceptiveis aos sentidos) são capazes de ver as fadas, embora as fadas sejam invisíveis para todos os outros. Na maioria das vezes, aqueles com a “segunda visão” nascem com a sua capacidade. Por exemplo, o sétimo filho de um sétimo filho quase sempre tem esse poder. Outras vezes esse poder é obtido através de um ritual onde é aplicado o famoso Unguento das fadas.

Redemoinhos, turbilhões de vento
  Quando fadas saem de casa em grupos, elas viajam em redemoinhos de vento. Nos dias de Verão calmos, se alguém vê uma espécie de nuvem de poeira que se move no céu, sem qualquer sopro de ar, então deve ser certo que é um “pacote” de fadas indo ou voltando de algum lugar.


  Se alguém jogar um sapato esquerdo no redemoinho as Fadas começam a atirar o que puderem (as vezes presentes muito raros) para afastar homens, mulheres, crianças ou animais, mas as vezes eles podem levar as pessoas ou os animais em seus redemoinhos. O mesmo resultado é atingido por atirar um gorro, dizendo: “este é seu, agora jogue o meu” ou uma faca nua, ou terra de uma colina.


  Pessoas que foram “levantadas”, e embarcaram nestes redemoinhos geralmente não se lembram de nenhum detalhe sobre sua jornada. Alguns foram transportados para algum lugar inacessível para o qual nunca poderia ter ido sozinho, no topo de uma colina distante ou de uma ilha para outra.


Poderes sobre plantas e animais

  Fadas por poderem viver debaixo d'água, na floresta ou no topo de montanhas têm sustentado relacionamentos longos com os animais selvagens de seu reinos. Elas falam a linguagem dos animais que obedecem seus comandos simplesmente para ajudá-los em várias tarefas. Há muitos relatos de lutins (goblins franceses) montando uma raposa e recolhendo frutos em toda a floresta. No ar, os elfos podem pedir a qualquer pássaro para transportá-los através de longas distâncias. Algumas lendas dizem também dos poderes sobrenaturais sobre o crescimento das plantas, podendo tanto abençoar seu crescimento como maldizer sua morte.

Os defeitos das Fadas

  Geralmente a Fada possui algum defeito pessoal, pelo qual eles se tornam conhecidos por não serem de nenhuma raça mortal. Melusina, a fada famosa da mitologia teve vários filhos com Raymond Lusignan, um nobre mortal. Todos se tornaram reis, mas tenham algum sinal monstruoso em seu rosto. Geoffroy foi chamado de "dente grande".

  Uma Bean Sidhe ou Banshee, mulher dessa raça, é detectada pela sua voracidade extraordinária (uma vaca em uma refeição), um dente da frente horrível, toda a falta de uma narina, seios extraordinariamente longos, etc Ela também pode ser incapaz de amamentar seu próprio filho, e daí o desejo de fadas para roubar mulheres para amamentar suas crianças.

13 comentários:

Este comentário foi removido pelo autor.
 

Parabéns pelo post
Ficou muito bom mesmo
Continue assim

 

Tenho uma admiração e devoção as fadas. Gostaria de pode ver mais post’s como esse.
Amei o post parabéns o seu blog é lindo e criativo.
Beijos! Felicidades, paz e luz.

 

Fico feliz que tenha gostado Fay, espero q aproveite os outros 4 posts dessa série sobre as fadas ;)

 

queria que voce dissesse o significado desse sonho para mim:
Eu sempre fui fascinada por fadas, e uma vez sonhei q estava na varanda da minha casa e vi um castelo branco longe, atrás das nuvens. acho q sonhei mais de uma vez com isso, eu era muito pequena. Sempre sonhei com fadas, o que isso quer dizer? ah, e adorei tudo q vc disse sobre as fadas!!

 

Larissa, sonhos podem ter várias causas indo desde espirituais até sugestões psicológicas. Gostaria que você me enviasse um email, considero o assunto muito pessoal não acha? Luna_wicca@yahoo.com aguardo seu email para discutirmos melhor. Muitas bençãos.

 

Eu brincava com fadas quando criança, e por diversas vezes fui transportada para o mundo delas, sobre cachoeiras, montanhas e rios, tudo com muito verde. Mas, raramente alguém acredita em mim... O importante é que eu sei que aconteceu, e foram muitas vezes... Parabéns pelo post!!!

 

Gostaria de ter tido essa sorte...

 

Eu me enteresei pelo seguinte desde criança as vejo converso e brinco com elas passei anos sem velas. E agora ando sonhando com uma sempre queria muito se vc pudesse me dizer o significado dos sonhos obrigada

 

Tenho 12 anos sempre fui fascinada por fadas , minha mãe tem varias marcas de "simbolos " e a tatuagem grande de uma fada no ombro , e meu pai tem muitos livros com estrelas de sete pontas na capa... e eu ate hj sonho com fadas mas algumas das vezes acabo me esquescendo do que elas me falam mas sempre me acalmavam , e me levavam para outros lugares e sempre que perguntava isso pra minha mae ou meu pai eles diziam que era pisicológico para mim esquecer alem de nos sempre moramos sempre em meio de muita natureza . vc acha que meus pais ou eu podemos ter algum tipo de ligação com fadas ou

 

Boa Noite Luna, gostaria de uma indicação de um livro mistico sobre as Fadas, estou fazendo um artigo sobre esse assunto e preciso de um livro como referência!

Att, Mary Ane