☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Samhain - Um próspero ano novo a todos os pagãos!



  Eis mais um momento daqueles em que faz falta a wicca possuir um órgão regulador, uma instituição que coloque alguma ordem em certas coisas. No Hemisfério Norte a data de Samhain jamais é esquecida devido ao famoso Halloween, originado inclusive do festival, em 31 de outubro. No Hemisfério Sul, aí começa a confusão: certos autores apontam como 30 de abril a data certa para o Samhain, enquanto outros afirmam ser no dia 1º de maio o dia correto. Realmente não sei como solucionar esse enigma dos sabbats sulistas, mas a maioria dos covens q conheço comemora em 1º de maio e eis minha tese para que a comemoração se dê nesse dia: Se toda a roda do ano sul é oposta a do norte, naturalmente as datas dos sabbats serão também opostas umas as outras. Se Samhain e Beltane são opostas na roda do ano, e sendo que Samhain é em 31 de outubro e Beltane em 1 de maio no norte, então logicamente, se invertendo as datas ficaria 1º de maio para Samhain, assim como 31 de outubro para Beltane. Essa é minha dica, mas siga a data que vocês julgarem correta.
  Pulando toda essa problemática vamos falar do Sabbat mais importante e celebrado do mundo pagão: Samhain (pronunciasse “sou-ein”) palavra que tem como significado "sem luz" ou "fim do verão", a noite em que o mundo mergulha na total escuridão, preparando se para a chegada das noites frias.
  Samhain, o ano novo celta corresponde ao momento que principia o inverno, contraparte escura do Beltane que saúda o verão. O Samhain é aquele momento misterioso que não pertence nem ao passado e nem ao futuro, como acreditavam os antigos celtas. A noite sagrada que marca o começo da escuridão e o fim da colheita.
 Para os antigos pastores, para quem a criação de rebanhos era imprescindível para a sobevivência, manter rebanhos inteiros alimentos através do inverno era simplesmente impossível, de modo que eles conservavam alguns animais para a procriação e o restante era abatido e salgado para preservação da carne. Samhain era o período em que acontecia esse abate. Um momento tenso onde qualquer erro de calculo, carne de menos por exemplo, podia custar a vida de alguém da tribo se o inverso fosse rigoroso demais.
  Todas as safras também tinham de ser colhidas até a data de Samhain, o que não fosse colhido era abandonado, pois acreditava-se que um duende noturno, e que gostava de atormentar humanos, chamado Pooka passava na noite de Samhain destruindo e contaminando tudo que não fora colhido.
 Assim a incerteza econômica era somada ao pavor do fim do velho ano e do ainda não nascimento do novo ano – o véu ficaria assim muito tênue. As portas dos montes de Sidh seriam abertas e nesse dia nem seres humanos nem fadas precisariam de senhas para ir e vir. Nessa noite também o espirito dos amigos mortos procurava o calor de Samhain e a companhia de seus parentes vivos, era a Féile na Marbh (festa dos mortos). Essa noite era também a Féile Moingfhinne (a festa daquela de cabelos brancos) a deusa da neve, deusa anciã.
  Antigamente na Irlanda todos os anos um novo fogo sagrado era aceso, com o qual se acendiam todos os demais fogos do vilarejo para queimar durante todo o inverno, com o objetivo de levar luz através do tempo escuro do ano. Os celtas praticavam rituais de purificação, queimando simbolicamente, nas fogueiras ou no caldeirão, todas as suas frustrações e as ansiedades do ano anterior. Deste modo, Samhain era, por um lado, um tempo de propiciação, adivinhação e comunhão com os mortos e, por outro, uma festa desinibida em que se comia e se bebia e a afirmação da vida e da fertilidade à própria face da escuridão.
 É tempo de esquecer as coisas antigas que não fazem sentindo em ser guardadas, preparar-se para o novo. Homenagear os antepassados também é uma tradição, conte histórias as crianças dos seus antepassados, como forma de honrar e perpetuar sua existência, também é comum acender velas para reverenciar os entes queridos que já se foram e oferecer aquele calor como guia de volta após a noite de Samhain. Também é hora de fazer resoluções para o ano que irá começar.

Comemoração em coven: (Uma comemoração tradicional escrita por Gerald Gardner) Leia aqui otexto - era muito longo pra colocar no post ;)

Comemoração de um bruxo solitário:
Decoração: a decoração deste grande Sabbat é um dos aspectos mais mágicos da data, as correspondências de cores são: preto, laranja, branco, prata e dourado. Com essas cores vocês podem decorar o ambiente com faixas, podem também confeccionar um Jack o’lantern (um símbolo agora muito associado ao Halloween) e uma corda de bruxa para buscar energias positivas para o ano que irá se iniciar.  
Fazendo um Jack O'Lantern 

A confecção do Jack O'Lantern é uma atividade tradicional desse Sabbat. Eles enfeitam toda a nossa casa no decorrer do dia, além de servirem de ornamentação indispensável para a cerimônia de Sabbat.
Coloque um Jack do lado de fora de sua casa na noite de Samhain para afastar os maus espíritos e visitas indesejadas de outros planos.
Para confeccionar um Jack você vai precisar de:
· Uma abóbora ou moranga;
· Uma faca;
· Uma vela branca;
· Um óleo essencial de patchuli.
Faça uma tampa na parte superior da abóbora, retire suas sementes e com a faca entalhe uma face na abóbora da forma que você achar melhor. Unja a vela branca com a essência de patchuli e coloque-a dentro da abóbora. Acenda a vela dizendo:
Com esta vela, por esta luz e pela brisa que vem do além
Eu dou as boas-vindas aos espíritos nesta noite de Samhain.

Trançando uma Corda de Bruxa 

Trançar uma Corda de Bruxa (Witch's Cord) é um ato tradicional na noite do Samhain. Elas simbolizam o cordão que liga todos nós ao Outro Mundo, além de serem uma representação simbólica do cordão umbilical que traz todos à vida terrestre.
A Corda de Bruxa é confeccionada utilizando cores apropriadas que simbolizem aquilo que você quer atrair para sua vida no ano mágico que se inicia. Por isso escolher a cor correta para confeccionar sua Corda de Bruxa é essencial:
Branco: Para harmonia.
Vermelho: Para afastar os inimigos, vencer os obstáculos, atrair garra e coragem.
Laranja: Para sucesso e prosperidade.
Rosa: Para atrair amor.
Preto: Para proteção e afastar o azar.
Verde: Para abundância.
Amarelo: Para atrair saúde e ter sorte no comércio.

Caso sua necessidade seja maior do que apenas uma cor pode lhe oferecer, você poderá escolher até três cores diferentes que representem os seus desejos para o próximo ano.
Pegue três barbantes na cor ou cores escolhidas e corte-os na medida de sua altura. Então comece a trançar os barbantes, sempre mentalizando aquilo que você quer atrair para a sua vida, pedindo que a Deusa e que o Deus lhe auxiliem e abençoem a corda que você está trançando.
Quando tiver terminado, costure ou cole alguns símbolos no decorrer da corda que representem o seu objetivo. Por exemplo: corações para amor; moedas para prosperidade, etc.
Coloque a sua Corda sobre o seu Altar durante a celebração do Sabbat e consagre-a durante a cerimônia.
Pendure a sua Corda de Bruxa em um lugar de sua casa e, sempre que visualizá-la, lembre-se dos objetivos que o motivaram a confeccioná-la. Assim sua vontade será ativada.

  Também é uma tradição confeccionar máscaras com aspectos fantasmagóricos para espantar os maus espíritos e más energias que vagarão soltas na noite de Samhain. Você poderá colocar no seu altar fotos de entes queridos que já partiram para homenageá-los durante o ritual.

Ritual: Comece fazendo um ritual de purificação de você mesmo, deixando todas as energias ruins no seu passado, agora você irá começar uma nova fase. Coloque o seu caldeirão no centro do circulo, acenda dentro dele o fogo sagrado, o seu fogo de Samhain, que vai te proteger e guiar pelo resto do ano que se inicia. Esta noite você poderá demarcar o espaço do circulo com velas (cuidado se for fazer em um ambiente fechado para que não ocorra nenhum acidente) ou mesmo com flores brancas e grãos. Do lado esquerdo do caldeirão coloque uma vela laranja e do direito uma vela preta, representando as passagens entre os dois mundos. Abra o circulo como de costume, invoque primeiro os elementais, depois os deuses com uma onvocação mais ou menos assim: “Neste dia sagrado o véu que separa os mundos está mais tênue, as energias estão mais fortes e eu sinto seu poder. Que a Grande Deusa  e o Grande Deus penetrem neste circulo e abençoem este rito. Eu os convoco oh Deusa Anciã e Senhor das Sombras.”
Acenda as velas e continue dizendo: “Os portais estão abertos, que sua sabedoria nos inunde de poder e glória, que este fim nada mais seja que um melhor recomeço. Abençoados Sejam!”
Agora você poderá fazer uma homenagem aos seus ancestrais e entes queridos que já partiram, rendendo graças a tudo que aprenderam com eles e pedindo para que os deuses lhes guiem em uma estrada iluminada e que os conserve um lugar feliz em Summerlands. Terminado esse prelúdio em forma de oração, você pode começar com o ritual tradicional de queima de pedidos, onde você irá banir tudo de negativo que aconteceu no ano que se passa e também atrairá todos os seus desejos para o ano que começa. Escreva em um papel com tinta preta tudo que você quer banir da sua vida e em outro papel em tinta vermelha tudo aquilo que você quer atrair nesse ano. Converse com os deuses e lhes conte sobre os obstáculos que você escreveu no papel e depois atire o no fogo sagrado do caldeirão dizendo: “E eis que jogo meus obstáculos físicos, espirituais e mentais para serem purificados e banidos no fogo sagrado de Samhain, que assim seja e assim se faça!” Agora mostre aos deuses os seus desejos, fale de coração e depois atire o papel no fogo dizendo: “Eis que jogo ao fogo sagrado de Samhain meus mais profundos desejos e pelo grande poder dos deuses eles serão realizados antes do novo ciclo, Que assim seja e assim se faça!
Terminado esse ritual vocês podem dançar e cantar ao redor do fogo sagrado no caldeirão para homenagear os deuses e comemorar mais um inicio do grande ciclo da vida, se vocês quiserem podem fazer divinações pois a noite de Samhain é a noite mais propicia para adivinhações especialmente aquelas ligadas ao amor, ou ainda agora você spodem fazer consagrações de amuletos, pedras ou mesmo a corda de bruxa se tiverem a confeccionado. Agora você pode realizar o banquete de Samhain tradicional composto por torta de maçã, bolo de frutas da época, vinho tinto, sidra e chá preto. Além da tradicional romã, que deve ser comida para atrair a riqueza e a fertilidade no ano que se inicia. Agora vocês podem honrar aos deuses lhe ofertando uma oferenda de maçãs, nozes, romãs e outras frutas agradecendo as bênçãos conseguidas no ano anterior e as que serão alcançadas no ano que se inicia. Termine o ritual como de costume, agradeça aos elementais pela ajuda e presença e também aos deuses, despedindo-se de todos destrace o circulo e aproveite o restante da festa ;) O fogo do caldeirão não de ve ser apagado, coloque ele ao ar livre e deixe que os ventos de Samhain apaguem o fogo físico, mas deixem o fogo espiritual sagrado queimando em sua casa até o próximo ano.   

Correspondências:
- Símbolos: cor preta e laranja, maçãs, romãs, abóbora, nozes e avelãs.
- Ervas: nós-moscada, sálvia, menta, mirra, patchuli, artemísia, alecrim, musgo, calêndula, louro, mandrágora
- Incensos: mirra, sálvia, carvalho ou cedro.
- Alimentos: sidra, vinho tinto, chá preto, pães e bolos de frutas.

0 comentários: