☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

As velas e a magia




 As velas sempre foram utilizadas para dar luz e claridade, não apenas em lugares, mas principalmente com finalidades mágicas ou espirituais. As velas são usadas em quase todos os rituais, feitiços e práticas wiccanas, isso porque elas mobilizam grande poder de atração, de representação e de conexão com os elementais, forças mágicas e deuses. A própria vela possui uma representação dos planos onde a chama da vela é a conexão direta com o mundo espiritual superior, a parafina atua como a parte física da vela ou símbolo da vontade, e o pavio a direção dessa vontade.
 A luz da vela é hipnótica,  ajuda a concentrar a atenção na chama e a fundir nossa vontade com a força do fogo (muito usada também para concentração durante a meditação). Existem fatores que influenciam no uso das velas são eles as cores, o formato e o aroma, lembrando mais uma vez que todos devem ser escolhidos de acordo com as peculiaridades da prática a ser realizada.
Tipos de velas e seus usos

Segundo a forma:      
  • Velas quadradas: Mobilizam energias e propostas de teor material. Quando buscamos cimentar algo prático e objetivo. Agrega solidez e força.
  • Velas cilíndricas: São elementos de força que promovem a elevação, geram a sensação de superação. Usadas para crescimento e  orientação. Ideais para superar limites e purificação espiritual.
  • Velas redondas: Ativam e facilitam as mudanças. Acender uma vela redonda serve para dar uma injeção de vigor a uma situação que encontra-se adormecida. Uma carga de energia.
  • Velas triangulares ou hexagonais: Quando apresentam ângulos muito marcados geram uma energia de luta e combate. Pode-se usar para vencer uma concorrência ou para superar o outro em uma disputa comercial ou judicial.
  •  Velas espiraladas: Quando se busca maior objetividade em assunto em que a fantasia está mesclada com a realidade. As que apresentam a forma de caracol são usadas para claridade mental e sabedoria  interior.
Segundo o material e adornos
  • Velas  de mel: Sugerem doçura e harmonia. Indicadas para cumprir desejos de sintonia de casal e para criar bons laços de trabalho.
  • Velas com símbolos orientais: Quase todos eles são indicados para a prosperidade, sabedoria, saúde, paz e amor. Enquanto se queiman vão ativando distintos símbolos ou setores de nossa vida.
  •  Velas frutais: São ótimas para indicar a melhor solução ante problemas de trabalho ou de resolução  profissional. 
  • Velas Flutuantes: Somente se utilizam para propósitos sentimentais em uma relação estável ou para espalhar amor na família.  Devem ser acendidas entre às 12hs e 18hs, durante o dia, enquanto rege o elemento sol para receber toda a força e energia. Caso queira fazer um jantar à luz de velas flutuante pela noite, basta colocar o recipiente com a água em pleno sol por cerca de duas horas e depois colocar as velas flutuantes acesas nesta água.
  • Velas perfumadas: Os aromas permitem que a cor some-se à força que imprime cada essência. Os aromas atuam sobre nosso sistema nervoso, inclusive estimulam as distintas funções do organismo a nível sensorial e extra-sensorial.
  • Velas Flocadas: Quando são de sete ou oito cores servem para harmonizar todos os chackas, atuando como um limpador e energizante de todos os centros de energia. 
  • Velas Combinadas: São velas que foram realizadas para um determinado propósito e já possuem uma força extra.Exemplos: 1- Uma vela quadrada, branca, com ramas de  canela e com um interior  laranja... é uma poderosa ferramenta que incrementa as possibilidades de sucesso, dá firmeza e poder de realização, confiança aos clientes ou observadores, além de passar uma imagem verdadeira e limpar o ambiente.2- Uma vela redonda, azul por fora, com uma vela branca em seu interior serve para proteger um ambiente e purificar. Ideal para consultórios de terapeutas ou médicos, onde as doenças e tristezas são constantes.3- Uma vela vermelha por fora com alma verde protege da inveja e preserva a saúde física, mental e espiritual. Entretanto não serve para problemas de saúde em recuperação (cirurgia).
  • Velas de gel: Não são as mais indicadas para pedidos, porém servem para tudo que seja a busca do equilíbrio energético ou em trabalhos com a aura humana, desde que se saiba onde deve buscar o equilíbrio.

Segundo seus aromas
  • Florais: provocam sentimentos de alegria, amor e serenidade.
  • Amadeirados: para trabalho, dinheiro e profissão.
  • Especiarias: alecrim - protetor e revitalizante,  menta- estimula e refresca. 
  • Cítricos: podem ajudar a baixar a pressão sangüínea, são tonificantes do estômago e acalmam os nervos. Experimente o efeito revigorante, refrescante e ao mesmo tempo, calmante dos aromas de laranja e mandarina.
  • Sândalo: Sinta que a tensão nervosa desaparece e substituída por uma relaxante sensação de tranqüilidade e bem estar. Está indicado para o trabalho e dinheiro. Quando estamos tranqüilos o Universo flui em bendições para nós.
  • Pinho: Acenda sua vela em um destes pequenos fornos de cerâmica, onde se agrega óleo, e sinta como o stress e a confusão mental desaparecem. O fresco aroma das madeiras de pinho, melhora muitas doenças, como  reumatismo, resfriados, tosse e dor de garganta. Os músculos doloridos se relaxam. 
  • Lavanda: Sinta o ar mais leve e o espírito elevado. Muito eficaz para dores de cabeça provocada por olho gordo   Também pode ser usada no dormitório das crianças quando estão doentes. Outra maneira de eliminar a dor de cabeça, no ato, é  usar um raminho de lavanda fresca sobre a testa. Mergulhe-a previamente em água fria e aplique diretamente sobre a frente, olhos, alto da cabeça e nuca.
  • Limão: Verá como desaparecem os insetos, ao mesmo tempo que sente a frescura da fragrância de limão. Empregado para acalmar os nervos e aliviar dores de cabeça depois de um dia de stress.
  • Eucalipto: Acenda sua vela e note que como fica mais fácil respirar à medida que se espalha a essência de eucalipto. Resolvem os conflitos e ansiedade, favorecem a claridade de pensamento.
Segundo sua cor:   

  • Velas amarelas: Se usam para atrair dinheiro ou propósitos materiais. Estão relacionadas com atividade, criatividade e comunicação. Feitiços que envolvem confidência, atração, charme, persuasão, aprendizagem ou para quebrar bloqueios mentais. Dia da semana: domingo.
  •  
  • Velas verdes: Feitiços que envolvem fertilidade, sucesso, sorte, prosperidade, dinheiro, rejuvenescimento, ambição, saúde, finanças, cura, crescimento e abundância. Também são muito eficazes para eliminar os efeitos de inveja ou outras energias nocivas de tenha sido alvo. Em geral para desejos de cura e sorte.  Sexta-feira.
  • Velas vermelhas: Servem para potencializar a paixão e o poder sexual. Usa-se para a energia, fertilidade, vitalidade, força, coragem, poder e  para atingir metas Incrementam o magnetismo dos rituais, atraem a energia de Marte. Adequada para desejos que exijam urgência. Nunca usar esta cor para problemas de saúde ou durante cirurgias, mas pode usar para repor as forças. Terça-feira. 
  • Velas rosadas: Adequadas para tudo que se refere ao amor e os sentimentos. Promovem o romance, a amizade, novos amores, ternura e armonia. Pode-se usar qualquer dia.
  • Velas azuis: Usa-se em rituais para obter sabedoria, devoção inspiração, harmonia, luz interior,  calma e tranqüilidade no lar.  Também nos estados em que se requer de profunda meditação ou em rituais que demandam a energia de Júpiter ou Saturno.  Quinta-feira e sábado.
  • Velas brancas:  Utilizam-se para purificar ou limpar ambientes. A cor branca é a união de todas as cores; confere lucidez espiritual, é  símbolo de pureza, devoção, clarividência, saúde, busca da verdade, sinceridade e meditação. Segunda-feira.
  • Velas violetas: Ideal para aumentar seu poder  e força espiritual. Usam-se na quarta-feira.
  • Velas alaranjadas: Estão relacionadas com a criatividade, a atração, motivação, energia mental, claridade de pensamento, harmonia, expansão, felicidade e adaptabilidade. Usam-se na quarta-feira.
  • Velas negras: Abre os profundos níveis do inconsciente, usa-se em rituais para induzir  a um estado de meditação profunda, para afastar as energias negativas, a discórdia, confusão e perdas. Atrai a energia de Saturno. Usam-se aos sábados.
Como usar velas:
 Geralmente o feitiço ou ritual especifica que tipos de velas devemos utilizar, existem também bonslivros que orientam sobre a magia com as velas (inclusive eu coloquei para download o Magia das Velas).
 Se possível tenha sempre um suporte para suas velas, tanto as usadas em rituais como as que ficam constantemente no seu altar (outra dúvida muito frequente é quanto as velas do altar, deixe lá apenas uma vela represntando o deus e outra representando a deusa caso não tenha outras representações deles ou dos elementais)
 Nunca acenda velas perto das janelas com cortinas que podem voar com uma corrente de ar e provocar um incêndio, por isso muita atenção ao local onde ficarão seu altar e onde você realiza suas práticas. 
 Nunca sopre uma vela acesa, porque tal procedimento fará com que se rompa a magia que existe entre os planos espirituais e dispersará os elementais ali presentes. Use um apagador  ou algo semelhante que afogue a chama, ou mesmo os dedos.
 Não use a mesma vela para invocações distintas uma vez que acendeu-a em uma intenção específica, deve deixar consumir-se completamente, assim em várias ocasiões para o mesmo propósito.

Acenda as vela sempre com fósforo (fogo e madeira) para ações terrenas, e para ações espirituais pode usar isqueiro. Acenda sempre a vela mais alta primeiro. Caso sejam cores variadas acenda sempre a vela branca ou rosa antes de todas as outras.
Desejos de bem comum em que as velas são acendidas por várias pessoas, como em um casamento, festa de final de ano, círculos de wicca, formatura ou festas coletivas poderão ser acendidas uma vela com a luz da outra.
 Velas acendidas para alcançar desejos individuais, mesmo que estejamos em grupos deverão ser acendidos cada qual com seu fósforo. 
 
O que fazer com a vela depois do ritual:
- Se o seu pedido é de libertar-se de algo atire os restos no lixo ou fora de seus domínios. 
- Se é para atrair, dinamizar ou aumentar jogue no jardim ou recicle para outro pedido pessoal. 
- Nunca utilize restos de velas que atenderam a um determinado pedido seu para fazer velas para outras pessoas e vive-versa.
- Pode reciclar a parafina para repetir seu pedido ou renovar,  fazendo uma nova vela ou misturando as cores. Neste caso trata-se de uso pessoal, que envolve a mesma pessoa e a mesma mágica.
- Também é muito positivo picar todos os restos de velas de  várias cores e utilizar parafina branca, fazendo uma nova vela de duas a sete ou oito cores. Não esqueça que sempre deverá ser para uso próprio.
 
Comprar velas ou fazê-las
Qualquer instrumento feito por você com certeza terá mais poder pessoal que qualquer outro, mas devo admitir que a manufatura de velas é complicado exige-se muito materiais. Mais quem desejar nesse link http://www.fazfacil.com.br/artesanato/velas.html tem uma boa explicação de como fazê-las e no livro Magia das velas tbm.
 
 

A magia e suas cores



 Vocês já se perguntaram alguma vez o porquê de certos rituais exigirem roupas, velas ou acessórios de determinada cor? Acho que a maioria já sabe ou pelo menos desconfia que as cores tenham significados mágicos dentro não só da wicca, mas de todo o segmento exotérico.

 Mas porque esses significados? Cada cor tem uma vibração energética diferente, essa vibração tem o poder de atrair ou afastar energias, por isso a importância de saber os usos e significados das cores antes de fazer um feitiço, um ritual ou até mesmo praticas do nosso dia a dia. (geralmente no próprio feitiço ou ritual especifica-se as cores a serem usadas, mas se não o fizer você pode aprimorar ainda mais escolhendo cores para potencializá-lo)

 A crença nos poderes de atração das cores já é bem antiga, sendo até difícil precisar em que momento a humanidade adquiriu esse conhecimento (embora seja comprovado que a cromoterapia* já era utilizada por civilizações antigas como a grega e a egípcia), vemos também em diversas culturas a crença no poder da cor certa na ocasião certa. Nosso dia a dia esta repleto de tradições a respeito das cores (usar preto pra representar luto, pegar em algo verde para dar sorte, usar roupa intima vermelha pra conquistar alguém e etc.).

 As vibrações energéticas das cores não dependem unicamente da cor nem no plano mágico nem no simbólico (ex. branco no ano novo representa paz, mas num casamento representa pureza). Na magia é mais ou menos assim, as vibrações de cada cor são obtidas pela cor em si e pela ocasião em que é usada, por isso vocês irão encontrar diversas diferenças em significados de cores durante suas praticas, mas eu vou citar aqui uma espécie de resumo do significado mais frequentemente atribuído a cada cor no seu uso geral (velas, roupas e etc).

  • Branco – Cura, Espiritualidade, Purificação; Muito utilizado em rituais que inicie o começo ou o fim de um ciclo.
  • Preto – Proteção, Neutralização; Muitos também a descrevem como a cor que representa a fonte suprema da energia divina, já que é a cor predominante do universo.
  • Marrom - Lar, Animais e Plantas (Cura), Poder da Terra;
  • Verde - Cura, Sorte, Prosperidade, Fertilidade, Juventude;
  • Rosa - Amor, Fraternidade, Amizade;
  • Amarelo - Previsões, Poder Mental, Intelecto; ótimo auxiliar em divinações.
  • Violeta – Espiritual, Exorcismo, Transformação, Cura;
  • Azul – Cura, Calma, Paz, consciência psíquica; ótimo para meditações ou viagens astrais.
  • Laranja – Sucesso, assuntos Legais (jurídicos);
  • Vermelho – Paixão, Amor, Coragem.
  • Roxo – Espiritualidade, energia divina pura.
 Lembrando ainda que existem certas cores que são simbólicas dentro da wicca, ou seja que são usadas para representar elementos, divindades e etc, sendo então suas vibrações energéticas voltadas para atrair o ser representado.

*Cromoterapia é a prática da utilização das cores para a cura.


Incensos - História e usos

 
O incenso teve origem na Índia há cerca de 6000 anos. As pessoas imaginavam que a fumaça do incenso era o único elo de ligação física entre o homem e os deuses.
No tempo dos faraós, árvores produtoras de incenso eram importadas da costa da Arábia e da Somália. Como os hindus, também babilônios e hebreus antigos se utilizavam do incenso como oferenda.
Os chineses queimavam incensos para lembrar os antepassados, e os japoneses incorporaram a "incensação" ao culto xintoísta. Na Grécia e na Roma antigas o incenso servia para "exorcizar" os demônios.
O incenso é obtido de uma espécie vegetal da família das burseráceas, originária dos desertos da Arábia e da África. A goma-resina, a que se dá o nome de incenso, escorre da árvore através de uma incisão. Quando seca, essa resina é recolhida e queimada (essas árvores são muito citadas nas escrituras sagradas).
Pessoas de todos os tempos e religiões sempre souberam do poder purificador e energético do incenso. O ar que respiramos, quando leva para dentro do corpo as essências naturais do incenso, revitaliza o espírito que nele habita, além de deixar o ambiente cheio de paz.
Além da conotação religiosa e de seu efeito místico entre as pessoas, o incenso é bastante apreciado, principalmente no Ocidente, por suas propriedades aromáticas e até mesmo para purificar ambientes, já que o perfume das flores, frutos e madeiras substitui odores de cigarro, gordura e outros.
Para muitos, acender um incenso é um ritual sagrado. Segundo o Padma Purana, texto que faz parte dos Vedas da Índia milenar, o incenso deve ser usado sempre que se desejar preparar o ambiente para meditação, yoga e para obter proteção espiritual. E é na constância e regularidade que os efeitos mágicos e energéticos do incenso se manifestam. Por isso é importante queimá-los com regularidade, todos os dias nos mesmos horários. Fazer uma oração ou ter pensamentos positivos enquanto se acende um incenso ajuda a atrair bons fluidos. Os horários mais adequados para acender um incenso são o amanhecer, quando o sol está no horizonte, ao meio-dia e ao anoitecer. Isso porque é o movimento do Sol, ou Suria (como é conhecido no Oriente), que determina o momento certo para fazê-lo. Claro que também depende da ocasião e do horário em que você quer realizar um ritual e deseja usar o incenso.

Os incensos na wicca devem ser acesos para energizar e transmutar as energias aonde se encontram e onde pretendemos realizar rituais ou simplesmente atrair energias. Funcionam como purificadores e condutores de vibrações, sejam das pessoas ou dos locais.

Para cada uso, existe um tipo específico e uma essência a ser utilizada. Podem ser em pastilhas, palitos, pó, e outras formas existentes no mercado. Para escolher um incenso, deve-se levar em conta o aroma, de acordo com seu gosto pessoal, e as propriedades específicas de cada tipo (almíscar do Cairo como afrodisíaco, sândalo negro para meditação etc.).
 Para acender o incenso convencional, aproxime sua extremidade de uma chama, até que ela se torne incandescente. Movimente o palito suavemente no sentido horário, até que a chame se apague. O ideal é fixar o palito na posição vertical, utilizando-se de um incensário para que as cinzas não se espalhem.

Segue-se abaixo, uma pequena lista de alguns tipos e suas propriedades.

Arruda:
confere proteção  espiritual e aumenta a segurança. é muito eficiente na eliminação de energias negativas e sua purificação.
Acácia:
evita pesadelos e transmite um sono tranquilo.
Absinto:
favorece a clarividência, e também a proteção do amor.
Alecrim:
afasta a depressão, purifica o local em questão, e eleva o nível de pensamentos.
Alfazema:
eleva o astral e transmite tranquilidade.
Almíscar:
aumenta a sorte e o sucesso, assim como a intuição.
Angélica:
aumenta a proteção.
Artemísia:
faz aflorar a clarividência.
Anis estrelado:
atrai a boa sorte.
Benjoim:
aumenta a criatividade, seja em trabalhos artísticos ou escritos.
Camomila:
melhora as finanças e acalma emocionalmente.
Canela:
é indicado para questões financeiras e tranquiliza o ambiente.
Cânfora:
aumenta a realização emocional e profissional e elimina todo tipo de energia negativa.
Cedro:
aumenta a força física. Muito indicado para purificar os ambientes, pois atrai vibrações de harmonia. Quanto aos negócios, ajuda a ter sucesso com as vendas.
Cipreste:
aumenta a concentração, a firmeza e o equilíbrio. Proporciona prosperidade e fortuna.
Coco:
traz o equilíbrio emocional necessário para a tomada de decisões.
Cravo:
abre os caminhos, atrai dinheiro, destrói as energias negativas reinantes e confere segurança.
Erva cidreira:
confere felicidade e sucesso; assim como promove o encontro de verdadeiro amor.
Erva doce:
eficaz contra "olho gordo"; como também promove a harmonia e paz.
Eucalipto:
renova as energias e promove uma verdadeira limpeza energética do local.
Hortelã:
anula as energias negativas. é muito indicado para aumentar a compreensão, o poder de decisão, a ordem e a consciência ecológica.
Jasmim:
aumenta a resistência física e melhora os negócios. Acalma o ambiente.
Lavanda:
elimina a depressão e confere um sono tranquilo.
Manjerico:
traz sorte, felicidade, prosperidade e proteção.
Mirra:
estimula a intuição.
Noz moscada:
alegra o ambiente e atrai dinheiro, da maneira justa e merecida.
Orquídea:
indicado para purificar o ambiente de trabalho e ajudar a encontrar soluções para problemas práticos.
Patchuli:
traz abundância e reativa a fertilidade.
Pimenta da jamaica:
elimina brigas dentro de casa; atrai dinheiro e boa sorte.
Pinho:
atrai proteção e aumenta a fertilidade.
Rosa branca:
limpa o ambiente contra as energias maléficas e acalma as pessoas que estão ao seu redor.
Sândalo:
ajuda no desenvolvimento e expansão da intuição.
Sândalo branco:
traz sucesso, proteção e aumenta o poder da meditação.
Vertiver:
é a fragrância que protege o comércio, favorecendo as boas vendas, atraindo dinheiro e a boa sorte.
Violeta:
ajuda a espantar as energias negativas.
 Os incensos não são os produtos mais caros usados na nossa prática, porém como o uso deles muitas vezes é diário acaba pesando um pouco no bolso. Uma solução é fabricá-los em casa, o que acaba por dar uma conotação ainda mais natural aos nossos ritos.
 Os incensos feitos em casa são muito eficientes. Abaixo tem uma receita para servir de base, lembrando que existe um carvão especial para a fabricação de incensos e que é vendido muitas vezes nas casas de produtos exotéricos ou naturais. Você pode usar o carvão normal também, mas ele não é muito indicado.

Ingredientes:

Carvão e as ervas

Muitas outras ervas ou frutos ou condimentos são usados na constituição de incensos, principalmente flores e raízes. Use o seu gosto olfativo, necessidade mágica e imaginação e crie os seus!



Instruções de exemplo de criação de incensos:

Incenso de pimenta da Jamaica:

Triture muito bem a pimenta e coloque-a sobre as brasas do carvão. Este incenso deve ser usado em ocasiões em que estão muitas pessoas em sua casa, pois alivia o ambiente tornando-o mais agradável.
Incenso de canela:

Use sempre a canela em pó. Este incenso é um poderoso calmante e atua principalmente nas crianças. Estimula o apetite.
Incenso de cravo-da-índia:

Triture muito bem os cravos e coloque-os sobre as brasas de carvão. Este incenso é um estimulante do sistema imunológico.
Incenso de café:

Compre grãos de café torrado e triture-os muito bem. Coloque sobre as brasas de carvão. Cria um agradável aroma perfumado, dando a sensação de calma e aconchego.

Incenso de noz-moscada:

Rale a noz-moscada e coloque-a sobre as brasas do carvão. Este incenso estimula a autoconfiança e a alegria.

Incenso de alecrim:

Use folhas secas de alecrim e coloque-as sobre as brasas do carvão. É estimulador da memória.

Incenso de coentro, açafrão e almíscar:

Triture as sementes de coentro, junte com um pouco de açafrão e almíscar. Coloque sobre as brasas do carvão. Este incenso é um poderoso perfume afrodisíaco.

Incenso de louro:

Use folhas secas de louro e jogue-as sobre as brasas de carvão. Facilita a concentração.
Incenso de gengibre:

Rale a raiz do gengibre e coloque sobre as brasas do carvão. O gengibre é utilizado como auxiliar de outros incensos, use-o quando quiser aumentar a potência de qualquer incenso. Lembre-se, porém, que deverá usar uma quantidade muito pequena, para não sobressair mais que os outros elementos.



Esbat fevereiro - Lua da colheita



  Também conhecida em algumas tradições como lua do milho ou lua da busca do conhecimento, esse esbat marca justamente a época da primeira colheita, tempo de colhermos tudo que plantamos, nos abastecer interna e externamente.
   
  Esse é um esbat para aguçarmos nossa sabedoria, para buscarmos a sabedoria oculta dentro de nós, até por isso em muitas tradições esse esbat é dedicado a deusas protetoras da sabedoria como Atena.

  Ritual do esbat: Antes do ritual prepare um chá de artemisia, alecrim ou então separe algumas amêndoas para o ritual. Vocês já devem saber os procedimentos antes de todos os rituais (escolha do lugar, purificação e etc). Nessa noite especialmente vc pode decorar seu altar com flores que simbolizam a sabedoria como a flor de lótus ou a orquídea, você também pode optar por enfeitar o altar com folhas de louro. Você pode demarcar o espaço do circulo com velas amarelas ou brancas, representando a sabedoria. Você pode abrir o circulo como de costume, fazer a invocação aos Elementais e aos deuses (nesse caso seria bom você invocar o aspecto da deusa representado por uma deusa da sabedoria como Atena).Faça uma oração a deusa pedindo sabedoria ou um conselho em alguma situação.
   
  Agora eu deixo a dica de um ritual para busca de sabedoria: Você vai precisar de 9 Velas brancas ou amarelas (que devem ser usadas ao redor do circulo demarcando o mesmo), uma pedra que represente sabedoria (pode ser uma ametista, um quartzo azul e etc.), azeitonas (nesse caso vc não irá necessitar das amêndoas ou dos chás), azeite de oliva, folhas de oliveira (as folhas de oliveira podem ser substituídas por folhas de louro), 1 pena (de preferência de coruja), alecrim, um saquinho de pano branco ou amarelo, um cordão prateado e vinho tinto (pode usar suco de uva concentrado). 
  Visualize Atena a Senhora da Sabedoria. Veja-a vestida de branco com armadura e capacete, sua lança e a coruja pousada em seu ombro. Converse com a Deusa, diga de seus esforços no estudo e peça a Ela que aumente sua capacidade de memorização, sua capacidade de compreensão e de raciocínio. Também peça a Ela que conceda a você a capacidade de comunicar com clareza e precisão seu conhecimento. Por fim, peça a Ela tranqüilidade, calma e perseverança nos seus aprendizados. A cada pedido faça uma pausa e escute o que a Deusa vai te aconselhar. Veja que a Deusa Athena manda sua coruja pousar em você e quando ela sai de seu ombro deixa uma pena. Você pega a pena. A Deusa sopra a energia Dela no cristal e entrega a você. Ela beija sua testa e você sente a energia dela em você. Sua testa brilha com a energia da Deusa. Pegue os materiais do feitiço e coloque a pena, os cristais e as ervas dentro do saquinho, energize colocando na testa, passando ao feitiço a energia que você captou da Deusa Athena e amarre com 4 nós (para concretização). Trace um pentáculo de invocação da Terra sobre o saquinho com o azeite de oliva. Coma algumas azeitonas ritualmente, agradecendo a Deusa e faça oferenda de algumas sobre a Terra. Consagre beba o vinho, ofertando um pouco para a Terra. Agradeça aos deuses pela presença e pela ajuda e também aos Elementais. Encerre o circulo como de costume. Use o saquinho sempre perto de você, especialmente quando você estiver estudando ou testando sua sabedoria em algo. Esse saquinho pode ser reenergizado no esbat do ano que vem e guardado por bastante tempo.
  
  Para aqueles que vão optar por outro ritual de sabedoria, basta seguir a mesma linha: Abrir o circulo, fazer as invocações, fazer uma oração de sabedoria, realizar o ritual escolhido (esse esbat é bom não só para buscar a sabedoria, mas também para fortalecer as amizades), comer as amêndoas ou tomar o chá consagrados em honra da sabedoria dos deuses e encerrar o ritual como de costume. Isso é tudo, tenham um esbat abençoado e que os deuses iluminem suas mentes com a luz da sabedoria.