☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Sabbats e Esbats de 2013





E mais um ciclo começa, então queridos bruxos e bruxas vamos marcar em nossas agendas e calendários nossas datas sagradas do próximo ano. Engraçado é que com o tempo esse controle vai sendo dispensável pois você começa a sentir as variações energéticas dos períodos no seu próprio corpo e datas passam a ser supérfluas :D

Sabbats 2013
Lembrem-se que a data dos solstícios e dos equinócios pode mudar de um ano para outro, por isso é bom relembrar as datas para 2013.

Lammas – 02 de fevereiro
Mabon  (Equinócio de Outono) – 20 de março
Samhain – 30 de abril ou 01 de maio
Yule (Solstício de Inverno) – 21 de junho
Imbolc – 01 de agosto
Ostara (Equinócio da primavera) – 22 de setembro
Beltane – 31 de outubro
Litha (Solstício de Verão) – 21 de dezembro

Fonte das datas de equinócios e solstícios: U.S. Naval Observatory

Esbats 2013 (Datas do primeiro dia do ciclo da lua cheia) – Como eu havia dito anteriormente no post sobre a Lua Azul, só haverá outra em 2015, logo 2013 e 2014 serão anos sem a magia da lua azul.

Lua de Janeiro - Dia 27 
Lua de Fevereiro - Dia 25
Lua de Março - Dia 27
 
Lua de Abril - Dia 25
Lua de Maio - Dia 25
Lua de Junho - Dia 23
Lua de Julho - Dia 22
Lua de Agosto - Dia 21

Lua de Setembro - Dia 19

Lua de Outubro - Dia 18

Lua de Novembro - Dia 17

Lua de Dezembro - Dia 17

Esbat de Dezembro - Lua brilhante ou Lua de contar as bençãos



   
          Apesar dessa lunação ter como significado central o alto do verão e a presença fértil dos deuses na terra, prefiro utilizá-la no hemisfério sul como um misto de várias tradições, quase um rito ecumênico se me permitem dizer, que é chamada por muitos a lua de contar as bênçãos.

       Devido ao aspecto prospero e fértil dessa lua do solstício de verão sugiro que vocês façam dela um marco, um símbolo para uma avaliação pessoal, um recomeço. Para mim essa é a mensagem que essa lua traz: entender o passado, suas consequências no presente e assim proporcionar um campo fértil para o futuro e as realizações de nossos sonhos.

Nesse Esbat você vai enumerar todas as coisas boas que lhe aconteceram no decorrer do ano, tenho certeza que ao colocar tudo no papel você vai ter dimensão de quantas coisas boas aconteceram e que esse ano foi realmente vitorioso, pois nós tendemos a nos lembrar mais facilmente de coisas ruins que aconteceram e assim fica parecendo que num ano acontecem mais coisas ruins do que boas. Examine sua vida e verifique os efeitos de suas ações. Veja se você alcançou seu objetivo de se tornar uma mulher ou homem mais completo. Lembre-se de que uma mulher-lua, uma verdadeira bruxa/bruxo, está integrada à natureza, ama as plantas e os animais, respeita seus semelhantes e convive em harmonia com todos que a cercam. Se você estiver assim, feliz, bonita e satisfeita, é sinal de que seu trabalho foi bem-sucedido. Se ainda não chegou ao ponto desejado, insista, pois a magia, o aprendizado e o crescimento pessoal requer paciência. E, no último esbat do ano, agradeça à Grande deusa olhando para ela e recitando palavras de gratidão e amor. Agora, você e a Lua são únicas: mãe e filha, irmãs, companheiras, cúmplices de feitiços e momentos de magia. Sinta essa força e nunca desista da sua caminhada! Seja firme, bela e brilhante assim como a lua cheia. Sinta o fluir dessa energia tão poderosa da lua laranja do verão, esbanjando fertilidade em todos os campos.

      Nesse esbat onde honramos a deusa pelas conquistas do ano é um dia de poder inigualável porque precede o Litha que logo vai chegar, o verão que trará um recomeço e assim tudo que é velho será renovado. Este é o período certo para nos fortalecermos em todos os campos de nossas vidas.
    
Ritual simples: Como nas dicas anteriores, a primeira coisa a se fazer é escolher o local do ritual (o ideal do esbat é que seja ao ar livre ou pelo menos onde você possa visualizar a lua) e depois purificar o local do ritual e a si mesmo. Depois você pode decorar seu altar e demarcar o perímetro do circulo com flores do campo, flores solares que são as flores símbolo dessa lua. Nesse Esbat também é comum muitas bruxas trajarem branco para indicar que estão se purificando, se renovando como uma página em branco para começar o novo ciclo de aprendizado.
  Você pode abrir o circulo como de costume e invocar os elementos e os deuses, você também pode realizar um “préludio” (uma oração, poema ou música para a deusa para comemorar o esbat, no caso desse esbat em especial eu acho mais simbólico uma oração agradecendo pelas bênçãos desse ano e enumerando as descobertas e aprendizados alcançados e claro, pedindo forças e bênçãos para o ciclo que está prestes a se iniciar), agora você vai meditar um pouco sobre o significado dessa lua. Procure pensar em tudo que você passou durante o ano, todas as provações que te fizeram se fortalecer, note o quão diferente você é daquele homem ou mulher do ano passado, veja em que aspectos você melhorou e quais você precisa trabalhar no próximo ciclo e etc.
  Em seguida você pode realizar o ritual de puxar a lua para baixo (no post da lua de novembro tem explicadinho como fazer de uma forma mais simplificada), evocando sua força e visualizando a penetrar e iluminar todo o seu corpo, depois você pode realizar algum feitiço relacionado a busca por fortalecimento em qualquer campo da vida, seja nas relações amorosas, familiares, financeiras e etc.
  Vocês também podem fazer um amuleto para usar durante o próximo ciclo, ou podem reconsagrar algum que vocês já tenham. Peguem um objeto ( de preferência um colar ou um anel) e o consagrem ou reconsagrem a luz da lua pedindo a deusa que conceda bênçãos fortalecedoras a ele. O ritual termina quando você elevar seus braços a lua e mais uma vez sentir aquela conexão, a deusa está em você, acredite e você sentirá a força e a luz inundando seu corpo, força essa que te fortalecerá para o inicio do próximo ciclo, força que está lhe renovando. Agora é só desfazer o circulo e aproveitar o luar.

Esbat de Novembro: Lua da Flor ou da Lebre




A lua da flor (por que o seu símbolo é a rosa) ou lua da lebre também o periodo que segue a união da deusa e do deus em beltane, então a terra está repleta de poder para ser utilizado. É hora de nos avaliarmos e de nos reconhecermos como somos e nos harmonizar – um período propicio para o conhecimento próprio. Esse esbat é ideal para fortalecer não só a divinação pelos sonhos, como também a criatividade, a busca por um amor e para fortalecer seu vinculo com a deusa, a mãe natureza como num todo.
Sonhar é receber mensagens. Sonhar é encontrar respostas. Sonhar é conversar com amigos de outros planos. Assim é o sonhar da bruxa: não um desligamento da realidade, mas uma entrada num plano superior. A verdadeira bruxa aprende a controlar seus sonhos e a realizar viagens astrais, sendo capaz de visitar, em espírito, lugares distantes e desconhecidos.

  Para despertar esse dom de sonhar nessa noite de lua dos sonhos, durma com um caroço de ameixa na mão esquerda ou embaixo do travesseiro. Assim, você ativará sua intuição e se tornará mais consciente do real significado dos seus sonhos. Procure, ainda, ao acordar, anotar o que você sonhou na noite anterior. Desse modo, você vai aprender a dar atenção aos seus sonhos e será capaz de interpretá-los corretamente. E a Lua dos Sonhos também ensina a não temer o contato com outras dimensões. É natural que você fique insegura e sinta-se impelida a fugir do desconhecido. Reaja e assuma a plenitude de seu  poder!

Ritual: O aspecto pré-ritual vocês já conhecem, se não veja os outros de esbat.  Nesse esbat você pode decorar o altar e o local do circulo com rosas vermelhas, flor símbolo desse esbat. Comece o esbat como de costume, abrindo o circulo e fazendo as invocações, você também pode realizar um prelúdio (uma oração, poema ou música para a deusa para comemorar o esbat). Após o prelúdio, acenda uma vela vermelha dentro do seu caldeirão no centro do circulo, fixe o olhar na chama da vela e comece a meditar sobre você, suas escolhas, seus relacionamentos, está tudo como você queria que estivesse? Se não está o que poderia mudar? Nessas mudanças o que você poderia fazer para facilitá-las? Se coloque como ator principal de sua história de vida, seja sempre o sujeito que escreve a história. Procure pensar em como você se vê, se você tem sido muito duro consigo mesmo, reflita sobre quais são os seus maiores sonhos no momento e lembre daqueles que já foram realizados. Essa meditação é essencial, pois tudo que cresce necessita ter um bom começo e isso depende muitas vezes apenas de nós e de nosso comportamento.
  Em seguida você pode realizar o ritual de puxar a lua para baixo, de uma forma mais simplificada, só evocando sua força e visualizando a penetrar e iluminar todo o seu corpo, depois você pode realizar algum feitiço relacionado a busca por um amor ou aumento da criatividade, eu recomendo que vocês peguem um objeto ( de preferência um colar ou um anel) e o consagrem a luz da lua, redirecionando toda aquela energia que você obteve do ritual de puxar a lua para baixo, pedindo a deusa que conceda bênçãos a ele. Então você pode usar diariamente seu amuleto para atrair a realização dos seu sonhos. O ritual termina quando você elevar seus braços a lua e mais uma vez sentir aquela conexão, a deusa está em você, acredite e você sentirá a força e luz inundando seu corpo, força essa que te guiará até a próxima lua cheia e em direção ao equilíbrio e realização do que a sua alma mais almeja, então cuidado com os pedidos. Terminado, agradeça aos deuses e desfaça o circulo e aproveite o luar.

Projeção Astral III - Como e porque fazer a projeção consciente




ATENÇÃO, ANTES DE LER ESSE POST LEIA OS DOIS ANTERIORES PARA QUE VOCÊ POSSA COMPREENDER BEM O ASSUNTO.

  Antes de mais nada, quero dizer que o que eu mostro aqui é uma pequena ponta do iceberg, existe muito mais conhecimento e evolução que só vocês mesmos podem perseguir, construindo esse conhecimento sozinhos. O que eu estou fazendo aqui é uma orientação a quem nunca fez projeção astral, quem quer aprender um pouco mais, ou quem já faz, mas não sabe aspectos mais relevantes.
  Dessa vez eu vou estruturar o post em tópicos, para facilitar a compreensão (sei que os anteriores foram de difícil entendimento, mas foi a forma mais simples que achei de explica-los e jamais quero correr o risco de subestimar o que vocês podem ou não aprender). Então vamos lá!
I.   O que é Projeção Astral? 
           Basicamente, é a capacidade que todo ser humano tem de projetar sua consciência para fora do corpo físico. Essa experiência tem recebido diversas nomenclaturas, dependendo das doutrinas ou correntes de pensamento que a mencionem: viagem astral (Esoterismo), projeção astral (Teosofia), experiência fora do corpo (Parapsicologia), desdobramento, desprendimento espiritual ou emancipação da alma (Espiritismo), viagem da alma (Eckancar), projeção do corpo psíquico ou emocional (Rosacruz), projeção da consciência (Projeciologia) etc.

II. A Projeção Astral é involuntária? 
          A projeção Astral pode ser voluntária ou involuntária. Na projeção involuntária, a pessoa sai do corpo sem querer e não entende como isso aconteceu. Geralmente, a pessoa se deita e adormece normalmente. Quando desperta, descobre que está flutuando fora do corpo físico, nas proximidades deste ou à distância, em locais conhecidos ou desconhecidos. Em alguns casos, a projeção ocorre antes mesmo da pessoa adormecer. Na maioria das projeções involuntárias , a pessoa projetada observa seu corpo físico deitado na cama e fica assustada, imaginando que está desencarnada. Alguns projetores ficam tão desesperados que mergulham no corpo físico violentamente, na ânsia de escapar daquela situação estranha. Outros pensam que estão vivendo um pesadelo e procuram desesperadamente acordar seu corpo físico. Muitos sonhos de vôo e de quedas estão relacionados diretamente com a movimentação do corpo astral durante a projeção. Em contrapartida a essas projeções involuntárias, existem as projeções voluntárias, nas quais a. pessoa tenta sair do corpo pela vontade e consegue. Nesse caso, o projetor comanda o desenvolvimento da experiência e está totalmente consciente fora do corpo; pode observar seu corpo físico com tranqüilidade; viajar à vontade para lugares diferentes no plano físico ou extrafísico; encontrar com outros projetores ou com entidades desencarnadas. Pode voar e atravessar objetos físicos, entrando no corpo físico à hora que desejar. Na Wicca, assim como em outros ramos exotéricos, fazemos a projeção voluntária para buscar experiências espirituais de aprendizagem entre outros objetivos.

III. O que é cordão de prata e qual sua ligação com a projeção astral? 
          O cordão de prata é um apêndice energético que liga o corpo físico ao corpo astral durante a projeção. Esse interfluxo energético mantém os dois veículos de manifestação em relação direta, independentemente da distância em que o corpo astral estiver projetado. Enquanto os dois corpos estão próximos, o cordão é como um cabo grosso. À medida que o corpo astral se afasta das imediações do corpo físico, o cordão torna-se cada vez mais fino e sutil. Um dos medos básicos dos iniciantes é o de que o cordão energético venha a se partir durante a projeção, acarretando, assim, a morte do corpo físico. Tal medo é infundado, pois isso não acontece. O vigor e a elasticidade do cordão de prata são incalculáveis. Por mais longe que o projetor estiver, o cordão de prata sempre o trará de volta para dentro do corpo físico. Também é impossível o projetor se perder fora do corpo ou não quererer voltar mais ao físico. Para voltar, basta pensar firmemente no seu corpo físico e o retorno se dará automaticamente. O cordão de prata possui uma espécie de automatismo subconsciente que funciona independentemente da vontade do projetor e atrai o corpo astral de volta para o físico, quer ele queira voltar ou não. O interfluxo de energias através do cordão de prata gera uma ligação íntima e direta entre o corpo astral projetado e o corpo físico abandonado. Se surgir alguma perturbação física no ambiente onde repousa o corpo físico, o corpo astral será imediatamente atraído pelo cordão de prata para dentro dele. É nesse instante que muitos projetores têm a sensação de queda e acordam assustados no corpo físico. Isso é chamado de "repercussão física" e pode ocorrer de maneira suave ou abrupta, dependendo da distância e da velocidade com que o corpo astral for atraído de volta para o corpo físico. O projetor também não deve recear que alguma entidade desencarnada se aposse de seu corpo físico, abandonado durante a projeção. Isso é impossível, devido à ação dessa faixa de atividade do cordão de prata, que mantém o corpo físico isolado de qualquer interferência extrafísica obsessora.

IV. Só quem pode fazer Projeção Astral é quem é wiccano? Não, claro que não! A projeção ocorre independentemente de idade, sexo, credo político ou religioso, raça, grau de cultura e nível de evolução. É uma capacidade parapsíquica inata em todos os seres humanos. Não pertence a nenhum mestre, doutrina ou instituição. É um patrimônio psíquico de cada cidadão do universo, que deve ser desenvolvido e dinamizado para melhor auxiliar as consciências em seu processo de crescimento e evolução. É uma ferramenta parapsíquica que pode ajudar as consciências a alcançar a maturidade espiritual. A projeção é o fenômeno parapsíquico mais abrangente e prático de todos, pois coloca os planos extrafísicos ao alcance do projetor que, através da experiência pessoal direta, adquire informações novas e reformula conceitos antigos, manifestando-se com mais coerência e racionalidade. A projeção renova o projetor, pois o contato direto com realidades mais avançadas o estimula a ter um desempenho mais produtivo.

V. Quantos tipos de Projeção existem? Três,  que a saber, são:

  • PROJEÇÃO CONSCIENTE – É aquela na qual o projetor sai do corpo e mantém a sua consciência lúcida durante todo o transcurso da experiência extracorpórea.
  • PROJEÇÃO SEMICONSCIENTE – É aquela na qual a lucidez da consciência é irregular e o projetor fica sonhando fora do corpo, totalmente iludido pelas idéias oníricas
  • PROJEÇÃO INCONSCIENTE - É aquela na qual o projetor sai do corpo totalmente inconsciente. É um sonâmbulo extrafísico. Infelizmente, a maioria dos encarnados está nessa situação. Você pode toda noite ter uma projeção astral, sem que jamais se dê conta disso.

VI. Eu posso fazer projeção astral sem nenhum objetivo? Só para ver como é ou dar um passeio por outro lugar? Sim e não. A projeção astral possui muitos aspectos envolvidos. Sair do corpo não significa fugir da vida e nem das justas lutas do dia-a-dia. Nem se trata também, como muitas pessoas ingênuas pensam, de fazer "turismo espiritual" no "Além" ou de simplesmente dar uma voltinha no "Astral". Os aspirantes a projetores conscientes devem ter a noção do que é uma experiência fora do corpo e as implicações físicas e extrafísicas de tal desenvolvimento. Transitar conscientemente pelos inúmeros distritos extrafísicos exige do projetor consciente um alto grau de universalismo (mente aberta), de cosmoética (ética espiritual), de altruísmo desinteressado (um dos objetivos básicos da projeção é a prestação de assistência extrafísica) e principalmente ter uma força de vontade inquebrantável, que o motive continuamente a despertar positivamente suas faculdades espirituais latentes. Então tenham sempre responsabilidade e cuidado ao fazerem suas projeções astrais conscientes.

VII.  O que é um amparador extrafisico? Esse conceito é mais visto em denominações mais espiritas e orientais, porém muitas pessoas tem vivenciado isso. O amparador nada mais é do que os espíritos desencarnados, amigos do projetor, que o ajudam na projeção. São os chamados guias espirituais, benfeitores espirituais, protetores astrais, guardiões extrafísicos, mentores espirituais, mestres extrafísicos etc. No caso especifico de religiões pagãs como a wicca nós temos por concepção de que algum deus ou deusa é nosso protetor astral. Durante toda a projeção, os amparadores estão presentes, assistindo e orientando o projetor, mesmo que ele não os perceba. Na maioria das vezes, eles ficam invisíveis e intangíveis ao projetor. A projeção em que o amparador ajuda o projetor a sair do corpo é denominada de "projeção assistida".

  Espero que esses tópicos tenham dado a vocês uma melhor noção de o que é de fato a projeção astral, visto isso, vamos para as técnicas projetivas para uma projeção astral consciente. Primeiro de tudo, é importante que vocês já pratiquem e tenham um certo domínio da meditação, porque ela irá propiciar a calma e a sensação de paz tão necessária quando estiverem projetados no plano astral. Também é importante que vocês estejam com um equilíbrio energético, se vocês leram sobre o chakras sabem o que fazer. Vou descrever aqui uma técnica simples, para que vocês comecem a projeção de uma forma segura para lhes dar maior segurança nas próximas projeções. Essa projeção não terá nenhum intuito espiritual, será apenas um treino para quem ainda está aprendo a se projetar conscientemente, como acabo aqui essa parte da projeção astral, em algum post próximo de esbat ou sabbat eu colocarei uma técnica de uma projeção astral guiada com objetivos espirituais.

COMEÇANDO A PROJEÇÃO

Condições Psicofísicas Preliminares
ISOLAMENTO: procure realizar suas experiências sozinho, isolado em um ambiente que lhe seja cômodo e confiável, sem riscos de perturbação.
POSIÇÃO DO CORPO FÍSICO: a melhor posição para a projeção consciente é o decúbito dorsal, com os braços estendidos ao longo do corpo, as palmas voltadas para baixo e as pernas entreabertas.
SALIVAÇÃO: para evitar o excesso de salivação, use a técnica dos iogues: encoste a ponta da língua suavemente no palato anterior (céu da boca), por trás dos dentes superiores.
OLHOS: feche os olhos como se fosse dormir.
ALIMENTAÇÃO: evite a ingestão de alimentos densos pelo menos duas horas antes de deitar. Evite também a ingestão de bebidas e alimentos mais diuréticos.
RESPIRAÇÃO: respire profunda e tranqüilamente, sempre pelo nariz. Evite a respiração toráxica. O ideal é a respiração diafragmática. Procure criar o hábito de assoar o nariz antes de deitar-se, a fim de desobstruir as fossas nasais e deixar a respiração livre.
BANHO: é sempre positivo tomar banho antes de realizar os exercícios projetivos.
COBERTAS: evite o excesso de cobertas sobre seu corpo físico.
OBJETOS: evite deitar com objetos anexados ao seu corpo físico como: anel, brincos, óculos, relógios etc.
ILUMINAÇÃO: o ambiente deve estar na penumbra.
SILÊNCIO: o ambiente deve ser silencioso. Entretanto, uma música calma é útil para a exteriorização, pois tem um efeito sedativo sobre o projetor.

Exercício P.E.S.

1. Isolar-se completamente em uma habitação fechada, a fim de evitar surpresas, como a de alguém que entre bruscamente;
2. Fazer com que o lugar fique bem pouco iluminado para evitar que afete a vista e produza distração;
3. Deite-se comodamente, evitando roupas apertadas ou qualquer outro motivo de pressão sobre o corpo;
4. Relaxar o corpo ao máximo, fazendo com que mentalmente sinta-se um adormecimento a partir dos pés, logo após as pernas, depois o corpo, as mãos e finalmente a cabeça. Quando se faz isto devidamente, produz-se um adormecimento geral, quase sempre induzindo ao sono natural, fazendo com que seja, nos primeiros intentos, o final do exercício.
Deve-se aprender a deter o sono natural precisamente neste ponto, sem abandonar, no entanto, o relaxamento geral, ou seja, permanecer consciente de tudo o que se está fazendo;
5. Pôr para trabalhar a imaginação. Visualizar seu interior, isto é, o corpo astral ou etérico, começando a se levantar, desprendendo-se do corpo físico.
Não se deve ser demasiado ambicioso e querer alcançar tudo nos primeiros exercícios, nem sequer em curto tempo; pelo contrário, o praticante deve se conformar com pequenos avanços a cada vez e isto deve servir para lhe dar confiança e segurança.
A princípio, de maneira geral, com os primeiros resultados positivos, sente-se muito medo e até há pessoas que suspendem completamente os exercícios. Há outras, porém, que o seguem com entusiasmo, à medida que comprovam que pouco a pouco o ´desprendimento´ está sendo maior, mais notável e mais agradável, deixando clara consciência do que está sucedendo. Assim, chega o momento em que, de certa altura, o praticante vê seu próprio corpo físico que jaz sobre a cama ou lugar em que esteja deitado.
Ao persistir no exercício com paciência, se chegará ao ponto em que o corpo astral se põe de pé em algum lugar perto da cama, e daquele ponto observa seu corpo adormecido.
Quando já se tem maior domínio, o corpo astral pode ir, por exemplo, até a janela e olhar para a rua, transmitindo suas observações ao corpo físico, para que fiquem no consciente e então possa recordar sem dificuldade.
Para chegar a este efeito avançado, deve-se começar por coisas simples como ver no interior de alguma coisa, por exemplo, de um móvel. Uma vez alcançado isto, já se pode atravessar a parede, sempre lentamente, até sair do outro lado e ver o que há, para logo regressar ao corpo.
Tudo isto, que à primeira vista parece ser mera ficção, é perfeitamente possível, mediante o correspondente treinamento. Sem considerar o êxito que com isto se possa ter, os exercícios servem de muito para disciplinar a mente e desenvolver o interesse, ou pelo menos a curiosidade, que finalmente conduzirá ao estudo".