☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Divinação IV - Scrying com objetos reflexivos

 
  Acho que no post anterior ficou bem claro o que é o scrying, mas nem só com os elementos nós podemos usar o scrying. Ele pode ser usado com qualquer objeto reflexivo sendo que os mais comuns na magia são a famosa bola de cristal e o famoso espelho mágico (sim ele existe! E não , ele não fala como o da madrasta da branca de neve), eu vou demonstrar apenas esses dois nesse exemplo de divinação reflexiva.

Bola de cristal

  A bola de cristal é um instrumento das artes divinatórias, muito popular entre os videntes, sobretudo aqueles de cultura cigana. A Bola de Cristal vem do antigo oriente, várias civilizações a usavam, até no mundo Árabe antigo, porém ninguém sabe até hoje sua origem exata.

  Nesse caso o scrying recebe grande ajuda da Cristalomancia que também é muito praticada pelas bruxas, mas com um propósito maior: Mergulhar no cosmo profundo e infinito da Grande Mãe, recebendo mensagens e descobrindo mais sobre o nosso mundo interior, que é o mundo da Deusa refletida na bola de cristal.

Usando a bola de cristal: O primeiro requisito para usar uma bola de cristal é entrar em profundo relaxamento. Neste estado, agarre a bola com as duas mãos e volte-a lentamente enquanto a fixa. Enquanto fixa a visão, deverá também focar os seus pensamentos para dentro da bola. Tente levá-los para o interior dela. Nesta fase, quase bloqueia o corpo e os seus sentidos para agir unicamente ao nível do espírito, alma e sexto sentido. Se conseguir chegar a esta fase, terá conseguido abrir um canal astral entre o seu «eu» interior e a bola de cristal. A energia absorvida pelo universo pela bola de cristal começa a passar para si. Subitamente consegue ver, ouvir e saber coisas que parecem gravadas a tinta na bola de cristal. Vê as coisas como se elas estivessem no centro da bola, símbolos, imagens e etc. Agora já se encontra num estado de concentrar os pensamentos, fazer perguntas e receber respostas. Depois de completar a sua observação interior da bola de cristal, volte a levar as linhas de comunicação para dentro de si, e comece novamente a operar através do seu corpo e dos seus cinco sentidos. Limpe muito bem a bola de cristal com um pano branco e guarde-a.
 Os símbolos que apareceram serão decifrados de acordo com a cristalomancia onde alguns significados podem incluir:
Nuvens Violetas: Harmonia e Tranqüilidade;
Nuvens Azuis: Conquista e Felicidade;
Nuvens Verdes: Lucro e Prosperidade;
Nuvens Amarelas: Dúvidas esclarecidas em breve;
Nuvens Laranjas: Decisões difíceis e definitivas;
Nuvens Vermelhas: Obstáculos e Agitação;
Manchas Claras: Pequenos problemas;
Manchas Escuras: Grandes problemas;
Estrelas: Sonhos impossíveis;
Coração: Vivencia de um grande amor;
Serpente: Cuidado com a saúde;
Pássaros: Surpresas;
Olho: Siga mais a tua intuição;
Espada: Desarmonia;
Balança: Recompensa justa;
Imagem Interior à Bola de Cristal: Presença ou Futuro imediato;
Imagem Posterior à Bola de Cristal: Passado que exercerá influencia sobre o presente;
Imagem à Direita da Bola de Cristal: Boas influencias;
Imagem à Esquerda da Bola de Cristal: Más influencias.
  
  Eu diria que de todas as formas de divinação a bola de cristal é a mais cara (e põe caro nisso!) porque ela é maciça e na grande maioria das vezes é feita do tradicional quartzo o que não sai nada barato. Mas cuidado quando for comprar uma para não ser enganado, as verdadeiras bolas de cristal são bem pesadas (diferentes das de vidro e das ocas) e a bola feita de quartzo é bem mais fria do que a de vidro (nota-se a diferença facilmente).
Além de ser um instrumento divinatório a bola de cristal também é usada em rituais para representar a deusa devido a sua forma e o material do qual é feita.

Espelho mágico

  A palavra espelho vem do latim SPECULUM, e deu nome à "especulação", que originalmente, significava observando as estrelas através do "espelho". E da palavra "estela" (SIDUS), vem consideração, que etmologicamente significa olhar o conjunto de estrelas. E essas duas palavras abstratas, que hoje representam operações intelectuais, nasceram do estudo dos astros refletidos no espelho. O que reflete o espelho? A verdade, a sinceridade, e o conteúdo do coração e da consciência.
No panteão indo-budista, o deus YAMA, senhor do reino dos mortos, que julga as almas através de seu espelho do Karma, pois não há como esconder nada do reflexo do espelho. Segundo as lendas contadas nos livros druidas, os espelhos mágicos são símbolos lunares e femininos, símbolo da realeza, e representa a união conjugal e o espelho partido a separação. Sendo o número oito sagrado para os druidas, usava-se um espelho octogonal nas casas para poder reconhecer e afastar o mal. Este tipo de espelho é intermediário entre o modelo redondo (celeste) e o quadrado (terrestre). O reflexo do homem não lhe é dado apenas pelo bronze polido ou água adormecida, segundo o Arquidruida SELGEN: -"o homem se utiliza do bronze como espelho. O homem se utiliza da antiguidade como espelho. O homem utiliza o próprio homem como espelho."

  O uso do espelho para adivinhação remonta à PÉRSIA. E, PITÁGORAS, segundo a lenda, tinha um espelho mágico dado pelos druidas, que ele apresentava à face de uma determinada LUA, antes de ver nele o futuro, como faziam as druidas e as feiticeiras da TESSÁLIA, e seu emprego é o inverso da necromancia, simples evocação dos mortos, porque ele faz aparecer homens que ainda não existem ou que desempenham uma ação qualquer que, na verdade, só executarão mais tarde.
Nas "escolas druidas" haviam o espelho de grau, no qual o aprendiz via seu reflexo e nele mostrava a forma física, e só passava após o reflexo bem claro, este era o espelho de bronze, no grau dois, ao olhar via o reflexo de sua alma, e muitas vezes se assustavam com a essência de seu interior que refletia o horrendo, e trabalhava até que o reflexo da alma fosse claro, e este era o espelho de água. No grau três, o iniciado busca não ter reflexo no espelho, é o de cristal.

  O espelho usado hoje em dia na magia, inclusive na wicca, deve ser consagrado depois de ser comprado ou feito pelo bruxo(a), ao contrário de outros métodos divinatórios o espelho mágico pode ser usado unicamente pelo seu dono, outras pessoas devem se quer vê-lo.
Se você prefere comprar seu espelho prefira um com a moldura escura e de preferência redondo ou oval e depois é só consagrar e usá-lo. Se você vai preferir fazer o seu próprio você vai precisar de um pedaço de espelho já cortado (de preferência redondo ou oval), pedaços de vidro coloridos (para enfeitar a moldura então é opcional), tinta preta e uma caixa para emoldurar o espelho (pode ser comprada em lojas de artesanato ou você mesmo pode fazer uma de preferência de cor preta). Pinte o lado convexo do espelho com duas camadas de esmalte preto e fixe na moldura da caixa. Com o mesmo esmalte você pode colar os vidros na moldura, faça do jeito que achar melhor, quanto mais personalizado e idealizado por você melhor!
Existem muitas formas de consagração do espelho mágico, eu vou citar uma mais fácil por que existem algumas bem complexas, mas que funcionam do mesmo jeito das simples (mas quem preferir formas mais ritualísticas no livro “Como fazer e usar um espelho mágico” de Donald Tyson):

Consagração:
Este deve ser um ritual solitário e realizado a luz da lua cheia. Você vai precisar: sal, água, incensório (para o incenso de sua escolha) Purifique o espelho com água de sal, e carregue a fumaça da madeira queimando, dizendo: "Abençoado seja tu, foco do poder. Eu devo ver aquilo que esta dentro de você, molda-me no caminho da Deusa e traz-me para sua Sabedoria. Assim eu desejo, assim seja." Depois de consagrar o espelho deixe o por algum tempo absorvendo a luz da lua cheia. Mantenha a sua amostra de espelho no seu altar ou em algum lugar mais discreto (por isso não faça um espelho de tamanho extravagante), mas cubra-o quando não estiverem em uso com um pedaço de tecido virgem (pode ser qualquer um menos sintético, dê preferência a seda), a cor é de sua escolha, mas o preto é mais adequado.

Como usar o espelho:
Diminua as luzes. Projete o círculo se quiser. Não deixe a luz refletir diretamente sobre o espelho, mas tenha luz suficiente no ambiente para que você possa ver alguma coisa. Olhe fixamente para um ponto do espelho, mas deixe sua atenção cobrir toda a área da espelho. Você deve ver coisas acontecendo no seu ponto fixo. Então, não tente deslocar sua visão, mas mantenha seus olhos colados no ponto fixo. Não tente mudar sua atenção. É necessário tempo e paciência. Não tente interpretar enquanto está visualizando. Se alguma coisa não fizer sentido, deixe estar. O ideal é q você observe atentamente as visões e escreva-as para uma interpretação posterior.

0 comentários: