☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Instrumentos mágicos - o que toda bruxa deve ter.

 Eu como uma bruxa natural defendo que o poder e a magia está dentro de você e não nos instrumentos que você usa, claro que eles são muito importantes, mas se você não tiver dinheiro pra comprar um caldeirão tamanho grande, enfeitado com não sei que pedras,  abençoado por não sei quem e não sei mais o que, quer dizer que você não pode praticar? Nada disso, compre o que estiver ao seu alcance. Se não tiver uma loja ou dinheiro pra comparar determinados instrumentos, faça você mesmo os seus, personalise objetos comuns (mas importante: que nunca tenham sido utilizados e que fiquem somente para uso da magia).
 Existem muitos instrumentos na wicca, mais eu vou citar só os mais conhecidos e mais usados, fora estes existem potes de vidro pra colocar ervas, incensário, pilão pra fabricação de pós mágicos e etc. Mas só com o uso vocês vão adquirindo esses instrumentos, os principais além do altar e do grimório (que eu já citei antes) são:


 A vassoura
A resposta é não, nenhuma bruxa voa de vassoura. Isso é uma lenda devido a um antigo ritual onde as bruxas corriam pelos campos com suas vassouras dando saltos até a altura onde suas plantas deveriam crescer. Como quem conta um conto, aumenta um ponto, esse ritual foi descrito na Inquisição como se as bruxas estivesem voando nas vassouras ao encontro do demônio. Bem, agora discriminações e lendas a parte, a vassoura é um dos mais bonitos e simbólicos instrumentos da wicca. 

 Ela representa a união do sagrado feminino e do sagrado masculino, é frequentemente uma figura representante da fertilidade.
As Sagradas Parteiras da Roma Antiga varriam as soleiras das casas das mulheres grávidas, acreditando que assim espantariam os maus espíritos, protegendo as mães e os seus bebês.
Desde essa época, as vassouras tinham seu poder simbólico para questões de limpeza e proteção espiritual. Em algumas regiões da Inglaterra, antigamente, as mulheres deixavam suas vassouras do lado de fora ao ausentar-se de casa.
No País de Gales e entre os ciganos, a tradição determinava que, para selar os casamentos, os noivos deviam pular uma vassoura colocada na entrada da nova casa (Na Wicca, a vassoura faz parte da cerimônia de casamento).
Símbolo do lar, da Deusa e do Deus, a vassoura é um dos instrumentos favoritos dos wiccanos que geralmente a usam para a limpeza psíquica do espaço do ritual antes, durante e após os trabalhos mágicos.
 Existem lojas e muitos sites que vendem vassouras de diversos tipos, mas eu aconselho que vocês façam sua própria vassoura mágica. É bem fácil, por exemplo você primeiro deve procurar algum galho ou parte do tronco de alguma árvore para fazer o cabo e galhos com folhas para fazer a vassoura com propriedades que você desejar, ex. de propriedades de algumas árvores:
Álamo: Proteção.
Amendoeira: Adivinhação. Clarividência. Sabedoria. Dinheiro. Empréstimo. Negócios.
Amoreira: Sabedoria. Adivinhação. O desejo.
Avelãzeira: Adivinhação. Casamento. Proteção. Reconciliação.
Bétula: Proteção. Purificação. Fertilidade. Novos recomeços.
Bordo: Adivinhação. Amor.
Carvalho: Cura. Força. Dinheiro. Longevidade.
Cedro: Prosperidade. Longevidade.
Cicuta: Não recomendada.
Cipreste: Trabalhos de vidas passadas. Proteção.
Coqueiro: Pureza. Castidade. Cura.
Damasqueiro: Amor.
Estrepeiro: Limpeza. Casamento. Amor. Proteção.
Eucalipto: Cura.
Figueira: Fertilidade. Força. Energia. Saúde.
Freixo: Proteção. Magia do mar (quando executando aqueles encantamentos distante do mar).
Laranjeira: Amor. Casamento.
Limeira: Adivinhação. Cura. Castidade. Neutralidade.
Limoeiro: Adivinhação. Cura. Castidade. Neutralidade.
Macieira: Cura. Prosperidade. Amor. Juventude eterna.
Nogueira: Cura. Proteção.
Oliveira: Paz. Frutificação. Segurança. Dinheiro. Casamento. Fidelidade.
Olmo: Proteção.
Palmeira: Força.
Pessegueiro: Amor. Adivinhação.
Pinho: Purificação. Saúde. Sorte. Fertilidade. Prosperidade.
Sabugueiro: Cura. Proteção. Prosperidade.
Salgueiro: Cura. Proteção. Encantamentos. Desejos. Partos fáceis.
Sorveira: Proteção. Força.
Teixo: Não recomendada.
Tília: Proteção.
Zimbro: Proteção.
  E sinta-se a vontade para estilizar sua vassoura com o que quiser, desde que seja natural, nada de coisas sinteticas.


 O bastão
 Alguns preferem o nome de varinha mágica, outros de bastão. Mais a essencia é a mesma: concentrar o poder vindo do corpo. O bastão é um dos instrumentos mais importantes. Tem sido utilizado há milhares de anos em ritos mágicos e religiosos. É um instrumento de invocação. A Deusa e o Deus podem ser chamados para assistirem ao ritual por meio de palavras e de um bastão erguido. Também é por vezes utilizado  para direcionar energia, para desenhar símbolos mágicos ou um círculo no solo, para indicar a direção de perigo quando perfeitamente equilibrado na palma da mão ou no braço de um Bruxo, ou mesmo para mexer um preparado em um caldeirão. O bastão representa o elemento do Ar para alguns
Wiccanos, e é sagrado para os Deuses. Há madeiras tradicionais para a confecção de um bastão, dentre
elas o salgueiro, o sabugueiro, o carvalho, a macieira, o pessegueiro, a avelã e a cerejeira. Alguns Wiccanos a cortam com o comprimento da ponta de seu cotovelo até a extremidade de seu indicador, mas isto não é necessário. Qualquer peça relativamente reta de madeira pode ser utilizada. A consciência (e o marketing) da Nova Era resgatou o destaque dos bastões. Criações maravilhosas de prata e com cristais de quartzo estão à sua disposição numa vasta gama de tamanhos e preços. Certamente, podem ser utilizados em rituais de Wicca, apesar de os de madeira possuírem uma história mais antiga. A princípio, não se preocupe com a busca pelo bastão ideal; ele virá até você. Qualquer madeira que utilizar será imbuída com energia e poder. Encontre uma que lhe seja confortável, e pronto.


Caldeirão
O caldeirão é o instrumento da Bruxa por excelência. É um antigo recipiente culinário, imbuído em mistério e tradição mágica. O caldeirão é o recipiente no qual ocorrem as transformações mágicas; o cálice sagrado, a fonte santa, o mar da Criação Básica. A Wicca vê o caldeirão como um símbolo da Deusa, a essência manifesta da feminilidade e da fertilidade. É também um símbolo do elemento da Água, da reencarnação, da imortalidade e da inspiração. As lendas Celtas acerca do caldeirão de Kerridwen
tiveram grande impacto na Wicca contemporânea. O caldeirão é geralmente um ponto central dos rituais. Durante os ritos da primavera, é por vezes cheio com água fresca e flores; no inverno, acende-se fogo dentro do caldeirão para representar o retorno do calor e da luz do Sol (o Deus) vindo do caldeirão (a
Deusa). Isto está ligado a mitos agrícolas nos quais o Deus nasce no inverno, atinge a maturidade no verão e morre após a última colheita.Idealmente, o caldeirão deve ser feito de ferro, apoiando-se em
três pés e com a boca menor do que sua parte mais bojuda. Pode ser difícil encontrar um caldeirão, mesmo os menores, mas uma busca cuidadosa em geral nos leva a algum tipo de caldeirão. Algumas lojas
por catálogo possuem caldeirões, mas não regularmente. Aconselha-se investigar esses fornecedores.
Caldeirões podem ser encontrados em vários tamanhos, desde aqueles com alguns centímetros de diâmetro até monstros com raio de cerca de meio metro. O caldeirão pode-se tornar um instrumento de  scrying ("tipo de adivinhação por meio de contemplação") ao ser cheio com água e ter seu fundo escuro
observado. Pode também servir como um recipiente no qual preparar as famigeradas bebidas Wiccanas, mas tenha em mente que um fogo forte e muita paciência são necessários para ferver líquidos em caldeirões grandes. A maioria dos Wiccanos utiliza fogões e panelas hoje. Se tiver dificuldade em encontrar um caldeirão, persista e um acabará materializando-se. Certamente, não há mal em pedir para que a Deusa e o Deus ponham um em seu caminho, até lá encontre mesmo que seja uma panela pra servir ao seu propósito.


Athame
A faca mágica (ou athame) possui uma antiga história. Não é utilizada como instrumento de corte na Wicca, mas sim para direcionar a energia gerada durante ritos e encantamentos, seu uso é o mesmo da espada. Raramente é utilizada para invocar ou chamar as deidades, pois é um instrumento de comando e manipulação de poder. É melhor chamar pela Deusa e pelo Deus. A faca é geralmente cega, normalmente de fio duplo e com um cabo preto ou escuro. O preto absorve poder. Quando utilizada em rituais  para direcionar energia, um pouco de seu poder é absorvido pelo cabo - apenas uma quantidade ínfima -, o qual pode ser evocado posteriormente. Do mesmo modo, por vezes a energia gerada em rituais Wiccanos é canalizada à faca para uso posterior. Histórias de espadas com poderes e nomes mágicos são bem comuns na literatura mítica, e espadas são simplesmente grandes facas. Alguns Wiccanos entalham símbolos mágicos em suas facas, mas isto não é necessário. Como em muitos instrumentos de magia, a faca se torna poderosa com seu toque e com sua utilização. Entretanto, se assim desejar, entalhe palavras, símbolos ou runas em sua lâmina ou cabo. Uma espada é por vezes utilizada em Wicca, pois possui todas as propriedades de uma faca, mas pode ser de difícil manuseio em rituais internos devido a seu tamanho.Graças ao simbolismo da faca, a qual é um instrumento que causa mudanças, é comumente associada ao elemento do Fogo. Sua natureza fálica a associa ao Deus.


Bolline
A faca de cabo branco (por vezes chamada de Bolline) é simplesmente uma faca prática, de trabalho, ao contrário da puramente ritualística faca mágica. É utilizada para cortar galhos ou ervas sagradas, inscrever símbolos em velas ou na madeira, cera ou argila, e para cortar cordas a serem utilizadas em magia.
Normalmente possui cabo branco para distingui-la da faca mágica. 


O Cálice
O cálice é apenas um caldeirão apoiado num pé. Simboliza a Deusa e a fertilidade, e relaciona-se ao elemento da Água. Apesar de poder ser usado para conter água (a qual está constantemente presente no altar), pode também conter a bebida ritual a ser sorvida durante o ritual. O cálice pode ser feito de praticamente qualquer material: prata, bronze, ouro, barro, pedra-sabão, alabastro, cristal e outros materiais.


Pentagrama ou pentáculo
O pentagrama consiste, normalmente, em uma peça plana de latão, ouro, prata, madeira, cera ou cerâmica, com alguns símbolos inscritos. O mais comum, e sem dúvida o único necessário, é o próprio pentagrama, a estrela de cinco pontas que vem sendo utilizada em magia há milênios. O pentagrama foi "emprestado" da magia cerimonial. Nesta antiga arte, era geralmente usado como um instrumento de proteção, ou uma ferramenta para evocar espíritos. Na Wicca, o pentagrama representa o elemento da Terra, enquanto está no altar e na forma de uma espécie de prato, e é um instrumento adequado à consagração ritual de amuletos, talismãs ou outros objetos. É por vezes utilizado para chamar pelos Deuses e pelas Deusas.
Pentagramas também costumam ser pendurados sobre portas e janelas para agir como protetores, ou ser manipulados em rituais para atrair dinheiro devido à sua associação com a Terra.

 Pronto, acho que esses são os principais e indispensavéis. O restante dos instrumentos com o tempo de prática vão se fazendo necessários.

1 comentários:

Desses instrumentos o único que não tenho é o caldeirão
Mas ainda vou encontrar um