☽★☾ Grimório da Luna

Um blog dedicado a orientação de iniciantes e praticantes solitários da wicca. Blessed be!

Consagrando seus instrumentos de trabalho.


 No post anterior eu citei alguns instrumentos indispensáveis para uma bruxa ou bruxo wiccano. Agora uma importante lição: tudo que se usa para determinado fim espiritual tem de ser consagrado. Isso não é só na wicca, lembram do cristianismo e da hostia consagrada?
  Primeiro de tudo, o que é consagrar? Consagrar nada mais é que tornar algo sagrado, dedicar algo aos deuses e prometer seu uso para apenas aquele propósito, que no caso da wicca é fazer o bem. Consagrações são realizadas em todas as religiões, nós wiccanos temos diversas consagrações, mas acho que a primeira e mais fácil que vocês devam fazer é a consagração dos seus instrumentos mágicos. Antes de descrever o ritual eu gostaria de desmentir alguns mitos: 1. Algumas pessoas dizem que se alguém tocar seus instrumentos você perde seus poderes ou então terá que consagrá-los novamente - isso não faz o menor sentido, quer dizer que o deus e a deusa deixaram de proteger e agir por um instrumento só por que ele foi tocado inocentemente por alguém?! 2. Algumas pessoas dizem que o ritual de consagração deve ser feito dentro do circulo mágico - só existe um problema nisso, se vocês não consagraram seus instrumentos ainda como poderam abrir um espaço sagrado com eles?! E outra que não é necessário a criação de um circulo, pois esse circulo (que eu vou descrever em outro post) só é necessário para criar uma atmosfera sagrada para receber energia dos deuses e realizar tarefas mágicas com energia, o que não é feito durante uma consagração.
  Então vamos ao ritual, lembrando que quem tiver um grimório é bom ir anotando:

 RITUAL DE CONSAGRAÇÃO
 Primeiro você deve montar seu altar como descrito num post anterior, tendo os representantes de cada elemento em sua direção correspondente. Antes de consagrar você deve fazer um ritual de purificação dos objetos para extrair qualquer energia negativa que habitasse antes naquele objeto. Para isso basta você queimar um incenso com propriedades purificadoras (eu recomendo: cedro, copal, lavanda, mirra, sálvia branca ou sândalo), então você passe cada objeto cuidadosamente sobre a fumaça produzida pelo incenso. Tente visualizar as energias ruins se dissipando e uma delicada auréa azul se formando sobre o objeto. Pode deixar o incenso queimar até o fim. Você prossegue com o ritual, agora você pega o objeto e o consagra pelos quatro elementos. ex.: você pega seu bastão, suponha que para representar o elemento terra você colocou um vasinho com terra no altar, então você toca o bastão na terra e diz algo mais ou menos assim: “Eu te consagro e abençôo pelo místico e antigo elemento terra. Para que obtenhas dele Suas características de firmeza, materialização e resistência. Que possa ser capaz de direcionar as energias evocadas com fertilidade!” - o ideal é que você crie sua própria frase de consagração ou simplismente se deixe levar pelo seu coração, magia é sentir e não decorar palavras.
  Depois você vai consagrando a cada um dos elementos na ordem: terra, ar, fogo e água. Depois que o instrumento tiver sido consagrado aos quatro elementos, silenciosamente o consagre aos deuses e sopre três vezes sobre ele. Você deve fazer isso com todos os instrumentos, porque como eu disse a consagração é uma forma de proteção de nossos artefatos contra energias negativas. Se esse for seu primeiro ritual, não precisa se preocupar com palavras bonitas e rimas decoradas, preocupe se em sentir as vibrações e fazer acontecer. Mas se preferirem o livro A bruxaria saindo das sombras, tem um ritual muito semelhante a este e alguns livros do Scott Cunningham também apresentam variações. Sintam se livres para fazer os rituais da maneira que acherem ser a mais correta.

0 comentários: